Entidades instalam nesta terça fórum para articulação da greve geral no dia 30

Acontecerá na noite desta terça-feira, 13, a partir das 18 horas, no auditório do Sindicato dos Bancários, na cidade de Campina Grande, a Plenária de instalação do Fórum Borborema em Defesa dos Direitos da Democracia. Na oportunidade será eleita uma Comissão que irá se responsabilizar pelas deliberações do referido Fórum.
De acordo com informações do professor Hermano Nepomuceno, um dos integrantes do Comitê de Greve na cidade, o Fórum criado pela CUT – Força Sindical, Nova Central Sindical – CTB, Polo Sindical-MST e Frente Brasil Popular, tem como objetivo articular as ações rumo à greve geral contra as reformas da Previdência, trabalhista e a terceirização, prevista para o próximo dia 30.
“A ideia, com a instalação do Fórum,e de se criar em Campina Grande um comando de greve unitário, de modo que possamos ter um movimento único organizado para discutir e ampliar as estratégias de mobilização de todas as classes trabalhadores, convocando as mesmas para participarem da greve geral, uma vez queas medidas propostas pelo Governo Temer, prejudicam brutalmente os trabalhadores de um modo geral”, afirma Hermano.
Para o secretário Geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB/PB), José do Nascimento Coelho, o Fórum é de grande importância, visto que atuará na articulação dos trabalhadores das mais diversas categorias convocando estes à adesão da greve geral. Além disto,planejará outras ações essenciais para o sucesso do movimento nacional.
“O envolvimento da classe trabalhadoraé decisivo para reforçar a mobilização nacional contra a retirada de direitos, sendo a principal pauta a luta contra a reforma trabalhista e a reforma da Previdência”, ressalta Coelho, acrescentando queo mês de junho está sendo marcado de lutas, com assembleias, reuniões, plenárias e outras manifestações para sensibilizaremos trabalhadores.
O slogan é ‘nenhum direito a menos’ e pelas prerrogativas, acredita Coelho,o movimento se encaminha com sucesso para a greve geral no final deste mês, quando o Brasil todo deve parar.

Acontecerá na noite desta terça-feira, 13, a partir das 18 horas, no auditório do Sindicato dos Bancários, na cidade de Campina Grande, a Plenária de instalação do Fórum Borborema em Defesa dos Direitos da Democracia. Na oportunidade será eleita uma Comissão que irá se responsabilizar pelas deliberações do referido Fórum.
De acordo com informações do professor Hermano Nepomuceno, um dos integrantes do Comitê de Greve na cidade, o Fórum criado pela CUT – Força Sindical, Nova Central Sindical – CTB, Polo Sindical-MST e Frente Brasil Popular, tem como objetivo articular as ações rumo à greve geral contra as reformas da Previdência, trabalhista e a terceirização, prevista para o próximo dia 30.
“A ideia, com a instalação do Fórum,e de se criar em Campina Grande um comando de greve unitário, de modo que possamos ter um movimento único organizado para discutir e ampliar as estratégias de mobilização de todas as classes trabalhadores, convocando as mesmas para participarem da greve geral, uma vez queas medidas propostas pelo Governo Temer, prejudicam brutalmente os trabalhadores de um modo geral”, afirma Hermano.
Para o secretário Geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB/PB), José do Nascimento Coelho, o Fórum é de grande importância, visto que atuará na articulação dos trabalhadores das mais diversas categorias convocando estes à adesão da greve geral. Além disto,planejará outras ações essenciais para o sucesso do movimento nacional.
“O envolvimento da classe trabalhadoraé decisivo para reforçar a mobilização nacional contra a retirada de direitos, sendo a principal pauta a luta contra a reforma trabalhista e a reforma da Previdência”, ressalta Coelho, acrescentando queo mês de junho está sendo marcado de lutas, com assembleias, reuniões, plenárias e outras manifestações para sensibilizaremos trabalhadores.
O slogan é ‘nenhum direito a menos’ e pelas prerrogativas, acredita Coelho,o movimento se encaminha com sucesso para a greve geral no final deste mês, quando o Brasil todo deve parar.