Trem carregado com açúcar descarrila no centro de Catanduva

acucarDois vagões de um trem carregado com açúcar descarrilaram na manhã desta sexta-feira (16) no Centro de Catanduva (SP). Ninguém ficou ferido. Toda a carga ficou espalhada pelo chão.
Bombeiros e polícia foram para o local e ainda não se sabe o que provocou o acidente. Funcionários de uma empresa, que fica perto de onde foi o descarrilamento, disseram que o trânsito está bloqueado na rua Florianópolis. Motoristas precisam desviar para rotas alternativas.
Em novembro de 2014, teve um acidente parecido no mesmo trecho. Na época, 12 vagões carregados com milho e soja descarrilaram e derrubaram o muro de uma escola no bairro São Francisco.

acucar2Linha férrea
Em abril, o prefeito de Catanduva, Afonso Macchione Neto, esteve na sede estadual do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e conversou com o superintendente regional Roberto Menezes Ravagnani sobre o andamento do projeto do novo traçado da linha férrea no trecho urbano da cidade.
O Dnit informou, segundo a prefeitura, que os projetos ambientais são preparados pela equipe do Dnit e, em alguns meses, serão submetidos à aprovação. De acordo com a prefeitura, o primeiro passo para uma possível retirada dos trilhos da área central foi dado em 2009, quando a prefeitura apresentou um estudo de viabilidade técnica e econômica ao Ministério dos Transportes. A aprovação foi dada no ano seguinte.
G1

acucarDois vagões de um trem carregado com açúcar descarrilaram na manhã desta sexta-feira (16) no Centro de Catanduva (SP). Ninguém ficou ferido. Toda a carga ficou espalhada pelo chão.
Bombeiros e polícia foram para o local e ainda não se sabe o que provocou o acidente. Funcionários de uma empresa, que fica perto de onde foi o descarrilamento, disseram que o trânsito está bloqueado na rua Florianópolis. Motoristas precisam desviar para rotas alternativas.
Em novembro de 2014, teve um acidente parecido no mesmo trecho. Na época, 12 vagões carregados com milho e soja descarrilaram e derrubaram o muro de uma escola no bairro São Francisco.

acucar2Linha férrea
Em abril, o prefeito de Catanduva, Afonso Macchione Neto, esteve na sede estadual do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e conversou com o superintendente regional Roberto Menezes Ravagnani sobre o andamento do projeto do novo traçado da linha férrea no trecho urbano da cidade.
O Dnit informou, segundo a prefeitura, que os projetos ambientais são preparados pela equipe do Dnit e, em alguns meses, serão submetidos à aprovação. De acordo com a prefeitura, o primeiro passo para uma possível retirada dos trilhos da área central foi dado em 2009, quando a prefeitura apresentou um estudo de viabilidade técnica e econômica ao Ministério dos Transportes. A aprovação foi dada no ano seguinte.
G1