Colcha de Retalhos

Para marcar o início do inverno, compartilho estes escritos rogando por dias melhores e confirmando que somos numa voz, muitas vozes.

Colcha de Retalhos

No início, apenas retalhos,
Soltos, guardados antigos,
Tempo de separar, cortar, arrumar,
E então escolho o centro: florido.
Vou emendando um a um, cozendo,
Os pedaços vão formando um todo,
Que cresce dia após dia, Dia após dia…
Se antes mal cabiam em minha mão,
Agora tomam o meu colo,
Aguçam meu entusiasmo, Despertam meus sonhos.
Pacientemente engendro desenhos delicados,
Que vão se formando multicores, Colcha de retalhos…
Caprichosamente feita. Tal como na vida:
Na construção dos momentos, é que se aquece o amor.

Paula Baggio

Para marcar o início do inverno, compartilho estes escritos rogando por dias melhores e confirmando que somos numa voz, muitas vozes.

Colcha de Retalhos

No início, apenas retalhos,
Soltos, guardados antigos,
Tempo de separar, cortar, arrumar,
E então escolho o centro: florido.
Vou emendando um a um, cozendo,
Os pedaços vão formando um todo,
Que cresce dia após dia, Dia após dia…
Se antes mal cabiam em minha mão,
Agora tomam o meu colo,
Aguçam meu entusiasmo, Despertam meus sonhos.
Pacientemente engendro desenhos delicados,
Que vão se formando multicores, Colcha de retalhos…
Caprichosamente feita. Tal como na vida:
Na construção dos momentos, é que se aquece o amor.

Paula Baggio