Foragido capota carro com meia tonelada de maconha em rodovia de MS

cocaina5Um jovem de 27 anos, que estava foragido do sistema prisional, capotou um carro com meia tonelada de maconha, na noite de terça-feira (27), na MS-164, em Ponta Porã, no sul de Mato Grosso do Sul, na região de fronteira com o Paraguai.
De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMR), por volta das 20h (de MS), o motorista seguia pela rodovia, que liga Ponta Porã ao distrito de Vista Alegre, e fugiu ao ver uma barreira policial.
Após cinco quilômetros, o motorista perdeu o controle do carro, saiu da pista e capotou. Vários tabletes de maconha ficaram esparramados ao lado pista. Os policiais aprenderam 532 tabletes, que totalizaram 570 quilos do entorpecente.
O veículo ficou bastante danificado. O jovem teve vários ferimentos, foi socorrido e internado no Hospital Regional de Ponta Porã, com escolta policial. Segundo a polícia, o rapaz já havia sido preso anteriormente por tráfico de drogas.
O veículo e a droga foram encaminhados a delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã, onde o caso foi registrado.
G1

cocaina5Um jovem de 27 anos, que estava foragido do sistema prisional, capotou um carro com meia tonelada de maconha, na noite de terça-feira (27), na MS-164, em Ponta Porã, no sul de Mato Grosso do Sul, na região de fronteira com o Paraguai.
De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMR), por volta das 20h (de MS), o motorista seguia pela rodovia, que liga Ponta Porã ao distrito de Vista Alegre, e fugiu ao ver uma barreira policial.
Após cinco quilômetros, o motorista perdeu o controle do carro, saiu da pista e capotou. Vários tabletes de maconha ficaram esparramados ao lado pista. Os policiais aprenderam 532 tabletes, que totalizaram 570 quilos do entorpecente.
O veículo ficou bastante danificado. O jovem teve vários ferimentos, foi socorrido e internado no Hospital Regional de Ponta Porã, com escolta policial. Segundo a polícia, o rapaz já havia sido preso anteriormente por tráfico de drogas.
O veículo e a droga foram encaminhados a delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã, onde o caso foi registrado.
G1