Policial Militar é assassinado a pedradas e mais 2 pessoas são mortas na mesma noite

Três pessoas foram assassinadas na Zona da Mata da Paraíba na noite desta sexta-feira (30). Os crimes ocorreram no bairro Colinas do Sul, na Zona Sul de João Pessoa, e nas cidades de Riachão do Poço e Sapé, a 44 km e 42 km da Capital, respectivamente. Em Sapé, um soldado da Polícia Militar foi morto a pedradas.

A PM de Sapé confirmou o assassinato do policial, mas não apurou quem teria cometido o ato e qual seria a motivação. Testemunhas indicaram que paralelepípedos de calçamento de rua teriam sido usados como armas do crime, sendo lançados contra a cabeça do militar.

Na ocorrência em João Pessoa, a vítima foi um adolescente de 16 anos. Segundo a polícia, ele andava em uma rua na companhia de um irmão quando dois homens não identificados chegaram a pé, efetuaram disparos de arma de fogo e fugiram. O assassinato pode estar relacionado a um atentado ocorrido na noite anterior, também no Colinas do Sul, quando criminosos atiraram em pessoas que estavam dentro de um salão de beleza, causando a morte de um homem e ferindo outro. O rapaz morto nesta sexta foi uma das pessoas que ajudaram a socorrer os feridos do caso anterior.

No caso de Riachão do Poço, a Polícia Militar confirmou a morte, mas, até o fechamento desta matéria, não havia apurado como o crime teria ocorrido e não havia identificado a vítima.

Três pessoas foram assassinadas na Zona da Mata da Paraíba na noite desta sexta-feira (30). Os crimes ocorreram no bairro Colinas do Sul, na Zona Sul de João Pessoa, e nas cidades de Riachão do Poço e Sapé, a 44 km e 42 km da Capital, respectivamente. Em Sapé, um soldado da Polícia Militar foi morto a pedradas.

A PM de Sapé confirmou o assassinato do policial, mas não apurou quem teria cometido o ato e qual seria a motivação. Testemunhas indicaram que paralelepípedos de calçamento de rua teriam sido usados como armas do crime, sendo lançados contra a cabeça do militar.

Na ocorrência em João Pessoa, a vítima foi um adolescente de 16 anos. Segundo a polícia, ele andava em uma rua na companhia de um irmão quando dois homens não identificados chegaram a pé, efetuaram disparos de arma de fogo e fugiram. O assassinato pode estar relacionado a um atentado ocorrido na noite anterior, também no Colinas do Sul, quando criminosos atiraram em pessoas que estavam dentro de um salão de beleza, causando a morte de um homem e ferindo outro. O rapaz morto nesta sexta foi uma das pessoas que ajudaram a socorrer os feridos do caso anterior.

No caso de Riachão do Poço, a Polícia Militar confirmou a morte, mas, até o fechamento desta matéria, não havia apurado como o crime teria ocorrido e não havia identificado a vítima.