TCE determina exame da situação contábil, financeira e orçamentária de Bayeux

O Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB) vai examinar a situação contábil, financeira e orçamentária de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, após a prisão do prefeito Berg Lima (Podemos), na tarde dessa quarta-feira (5), suspeito de extorquir um empresário para cobrar o pagamento de propina. Comente no fim da matéria.

A diligência em Bayeux foi determinada, na manhã desta quinta-feira (5), pelo presidente André Carlo Torres Pontes através do Memorando nº 62/2017 já recebido pelo diretor de Auditoria e Fiscalização do TCE Evandro Claudino de Queiroga.
O prefeito Berg Lima se encontra preso no 5º Batalhão de Polícia Militar, em João Pessoa. Advogados do gestor devem tentar reverter a prisão ainda nesta quinta.

A posse do vice Luiz Antônio (PSDB) está marcada para acontecer às 15h, na Câmara Municipal da cidade.

O Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB) vai examinar a situação contábil, financeira e orçamentária de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, após a prisão do prefeito Berg Lima (Podemos), na tarde dessa quarta-feira (5), suspeito de extorquir um empresário para cobrar o pagamento de propina. Comente no fim da matéria.

A diligência em Bayeux foi determinada, na manhã desta quinta-feira (5), pelo presidente André Carlo Torres Pontes através do Memorando nº 62/2017 já recebido pelo diretor de Auditoria e Fiscalização do TCE Evandro Claudino de Queiroga.
O prefeito Berg Lima se encontra preso no 5º Batalhão de Polícia Militar, em João Pessoa. Advogados do gestor devem tentar reverter a prisão ainda nesta quinta.

A posse do vice Luiz Antônio (PSDB) está marcada para acontecer às 15h, na Câmara Municipal da cidade.