Botafogo-PB perde para o Cuiabá, mas se mantém no G-4 na série C

O Botafogo não suportou a pressão do Cuiabá, neste domingo (16) à noite, sendo derrotado por 1 a 0, na Arena Pantanal, em Mato Grosso. Elias marcou o único gol da partida. Mesmo perdendo, o time botafoguense manteve o status de integrante do G-4 do Campeonato Brasileiro da Série C, com 14 pontos ganhos.
O goleiro Michel Alves se destacou como melhor jogador do Botafogo, fazendo importantes defesas. Foram oportunidades seguidas, nos últimos minutos. O Cuiabá, na condição de mandante, pressionou muito e poderia ter saído de campo para o intervalou com o resultado melhor que o zero a zero.
O Botafogo teve poucas chances no primeiro tempo. Uma delas surgiu em investida do atacante Dico, que acabou chutando para fora. Mas, o treinador Itamar Schülle considerou que o resultado sem gols, foi bom. Ele elogiou o comportamento do time botafoguense, que poderia ter aproveitado a chance que criou.
Para o segundo tempo, o Botafogo mudou sua maneira de jogar. Passou a fazer as jogadas pelos lados, confundindo completamente a marcação do Cuiabá. O treinador Itamar Schülle trocou Alysson por Fernandes e tirou Marcinho para a entrada de Roger Gaúcho. A proposta botafoguense foi jogar no campo do Cuiabá.
Os dois criaram as melhores jogadas ofensivas do time botafoguense. Fernandinho ainda entrou lugar de Dico. O Botafogo fez um investimento com Roger Gaúcho cruzou e Rafael Oliveira cabeceou na trave. Em seguida, o atacante Dico teve chance de marcar, mas parou na defesa adversária.
O Cuiabá resolveu sair para o jogo, para se livrar da pressão. Em uma jogada do atacante Marquinho que entrou na vaga de Pereira, invadiu a área sendo derrubado pelo goleiro Michel Alves. O atacante Elias foi para a cobrança, fazendo 1 a 0, para o Dourado, aos 24 minutos, batendo no lado esquerdo.
O Botafogo sentiu o gol e deixou de jogar com bola baixa, procurando sempre fazer as jogada mais longas. Com isso, o Cuiabá teve mais facilidade de administrar o resultado, somando mais três pontos. O representante do Mato Grosso, venceu por 1 a 0, começando a fase de volta reagindo.
O CSA lidera o Grupo A com 19 pontos ganhos. O Fortaleza soma 15, ao lado do Sampaio Correa. O Botafogo se manteve na quarta colocação Botafogo-PB com 14 pontos ganhos. O Remo é o quinto colocado com 13 pontos. O Cuiabá saiu da lanterna para o sexto lugar, agora com 13 pontos ganhos. Salgueiro e Moto Club, ASA todos com 11 pontos ganhos. O é o último colocado é Confiança com 10 pontos.
Raposa empata mais uma vez com o Fluminense de Feira de Santana e dá adeus à série D
A Série D acabou para o Campinense. O time raposeiro não conseguiu superar o Fluminense de Feira, neste domingo, e se despediu da competição após empate sem gols no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana. No jogo da ida, os dois times empataram por 1 a 1, e por ter feito gol fora de casa, o Tricolor baiano avançou às oitavas de final.
Agora, o Flu tem outra equipe baiana pela frente, a Juazeirense em confronto válido pelas oitavas de final da competição nacional. Já Campinense vai liberar o elenco e se reestruturar para a próxima temporada, onde vai disputar o Paraibano.
O jogo
Jogando em casa, o Flu de Feira ditava o ritmo da partida nos primeiros minutos, principalmente em jogadas rápidas pelos lados do campo, mas encontrava o Campinense bem postado, pronto para encaixar um contra-ataque e abrir o placar. Porém a primeira chance foi mesmo do lado do time visitante.
Aos 11 minutos, após cruzamento de Reinaldo Alagoano, Muller Fernandes deu uma meia bicicleta e a bola saiu com perigo pela linha de fundo. Na sequência o Flu deu a resposta, com um chute de Rafael Granja de fora da área, mas acabou indo para fora.
Minutos depois, os donos da casa tiveram mais uma boa chance. João Neto recebeu no meio campo e foi avançando. Da entrada da área ele arriscou para o gol, mas a bola acabou passando à esquerda do goleiro Gledson, que apenas olhou a bola sair. Nos minutos finais, o Campinense foi para cima e por muito pouco não abriu o placar com Reinaldo Alagoano, mas sem sucesso. Até por conta disso, o primeiro tempo terminou mesmo empatado sem gols.
Segundo tempo
Precisando de pelo menos dois gols para avançar na competição, o Campinense voltou do intervalo para o segundo tempo com tudo. Tanto que nos vinte primeiros minutos da segunda etapa, a Raposa trocou muitos passes e criou boas chances, mas não conseguiu furar a defesa do time da casa, que respondia em contra-ataques rápidos. Em um desses lances, aos 25 minutos, após subida rápida do meio campo do Flu, Jonatas Obina ficou cara a cara com o goleiro adversário, mas chutou para fora.
A partir daí, o jogo passou a ficar truncado e as chances de gols diminuíram um pouco. Porém aos 37, a Raposa deve uma boa chance, quando Tarcísio deu um baile na defesa adversária, driblando três defensores, mas na hora da finalização acabou chutando fraco demais, perdendo uma boa chance para o time rubro-negro.
A resposta do Flu veio na mesma moeda no lance seguinte. Aos 40, Gilmar recebeu e ficou livre de frente para o gol, mas acabou chutando por cima. Até por conta disso e pelas chances perdidas durante os 90 minutos, o jogo terminou mesmo empatado em 0 a 0 e o Flu avançou na Série D.
Voz da Torcida
O Botafogo não suportou a pressão do Cuiabá, neste domingo (16) à noite, sendo derrotado por 1 a 0, na Arena Pantanal, em Mato Grosso. Elias marcou o único gol da partida. Mesmo perdendo, o time botafoguense manteve o status de integrante do G-4 do Campeonato Brasileiro da Série C, com 14 pontos ganhos.
O goleiro Michel Alves se destacou como melhor jogador do Botafogo, fazendo importantes defesas. Foram oportunidades seguidas, nos últimos minutos. O Cuiabá, na condição de mandante, pressionou muito e poderia ter saído de campo para o intervalou com o resultado melhor que o zero a zero.
O Botafogo teve poucas chances no primeiro tempo. Uma delas surgiu em investida do atacante Dico, que acabou chutando para fora. Mas, o treinador Itamar Schülle considerou que o resultado sem gols, foi bom. Ele elogiou o comportamento do time botafoguense, que poderia ter aproveitado a chance que criou.
Para o segundo tempo, o Botafogo mudou sua maneira de jogar. Passou a fazer as jogadas pelos lados, confundindo completamente a marcação do Cuiabá. O treinador Itamar Schülle trocou Alysson por Fernandes e tirou Marcinho para a entrada de Roger Gaúcho. A proposta botafoguense foi jogar no campo do Cuiabá.
Os dois criaram as melhores jogadas ofensivas do time botafoguense. Fernandinho ainda entrou lugar de Dico. O Botafogo fez um investimento com Roger Gaúcho cruzou e Rafael Oliveira cabeceou na trave. Em seguida, o atacante Dico teve chance de marcar, mas parou na defesa adversária.
O Cuiabá resolveu sair para o jogo, para se livrar da pressão. Em uma jogada do atacante Marquinho que entrou na vaga de Pereira, invadiu a área sendo derrubado pelo goleiro Michel Alves. O atacante Elias foi para a cobrança, fazendo 1 a 0, para o Dourado, aos 24 minutos, batendo no lado esquerdo.
O Botafogo sentiu o gol e deixou de jogar com bola baixa, procurando sempre fazer as jogada mais longas. Com isso, o Cuiabá teve mais facilidade de administrar o resultado, somando mais três pontos. O representante do Mato Grosso, venceu por 1 a 0, começando a fase de volta reagindo.
O CSA lidera o Grupo A com 19 pontos ganhos. O Fortaleza soma 15, ao lado do Sampaio Correa. O Botafogo se manteve na quarta colocação Botafogo-PB com 14 pontos ganhos. O Remo é o quinto colocado com 13 pontos. O Cuiabá saiu da lanterna para o sexto lugar, agora com 13 pontos ganhos. Salgueiro e Moto Club, ASA todos com 11 pontos ganhos. O é o último colocado é Confiança com 10 pontos.
Raposa empata mais uma vez com o Fluminense de Feira de Santana e dá adeus à série D
A Série D acabou para o Campinense. O time raposeiro não conseguiu superar o Fluminense de Feira, neste domingo, e se despediu da competição após empate sem gols no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana. No jogo da ida, os dois times empataram por 1 a 1, e por ter feito gol fora de casa, o Tricolor baiano avançou às oitavas de final.
Agora, o Flu tem outra equipe baiana pela frente, a Juazeirense em confronto válido pelas oitavas de final da competição nacional. Já Campinense vai liberar o elenco e se reestruturar para a próxima temporada, onde vai disputar o Paraibano.
O jogo
Jogando em casa, o Flu de Feira ditava o ritmo da partida nos primeiros minutos, principalmente em jogadas rápidas pelos lados do campo, mas encontrava o Campinense bem postado, pronto para encaixar um contra-ataque e abrir o placar. Porém a primeira chance foi mesmo do lado do time visitante.
Aos 11 minutos, após cruzamento de Reinaldo Alagoano, Muller Fernandes deu uma meia bicicleta e a bola saiu com perigo pela linha de fundo. Na sequência o Flu deu a resposta, com um chute de Rafael Granja de fora da área, mas acabou indo para fora.
Minutos depois, os donos da casa tiveram mais uma boa chance. João Neto recebeu no meio campo e foi avançando. Da entrada da área ele arriscou para o gol, mas a bola acabou passando à esquerda do goleiro Gledson, que apenas olhou a bola sair. Nos minutos finais, o Campinense foi para cima e por muito pouco não abriu o placar com Reinaldo Alagoano, mas sem sucesso. Até por conta disso, o primeiro tempo terminou mesmo empatado sem gols.
Segundo tempo
Precisando de pelo menos dois gols para avançar na competição, o Campinense voltou do intervalo para o segundo tempo com tudo. Tanto que nos vinte primeiros minutos da segunda etapa, a Raposa trocou muitos passes e criou boas chances, mas não conseguiu furar a defesa do time da casa, que respondia em contra-ataques rápidos. Em um desses lances, aos 25 minutos, após subida rápida do meio campo do Flu, Jonatas Obina ficou cara a cara com o goleiro adversário, mas chutou para fora.
A partir daí, o jogo passou a ficar truncado e as chances de gols diminuíram um pouco. Porém aos 37, a Raposa deve uma boa chance, quando Tarcísio deu um baile na defesa adversária, driblando três defensores, mas na hora da finalização acabou chutando fraco demais, perdendo uma boa chance para o time rubro-negro.
A resposta do Flu veio na mesma moeda no lance seguinte. Aos 40, Gilmar recebeu e ficou livre de frente para o gol, mas acabou chutando por cima. Até por conta disso e pelas chances perdidas durante os 90 minutos, o jogo terminou mesmo empatado em 0 a 0 e o Flu avançou na Série D.
Voz da Torcida