Trump registra níveis mais baixos de popularidade desde que foi eleito

baixaO presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, registra os números de popularidade mais baixos desde sua chegada à Casa Branca há seis meses, com a aprovação somente de 1/3 dos americanos, segundo revelou uma pesquisa da Universidade Quinnipiac divulgada nesta quinta-feira (3).
Apenas 33% dos eleitores americanos disseram que aprovam o trabalho do governante, enquanto 61% expressaram rejeição.
O número representa uma queda de 7% com relação à pesquisa do final de junho, quando 40% apoiavam o presidente.
A queda é especialmente pronunciada entre os próprios eleitores republicanos, que passou de 84% para 76%.
“O diário gotejamento de tropeços e desacordos está gerando uma onda de números negativos nas pesquisas”, disse Tim Malloy, vice-diretor da Universidade de Quinnipiac.
A pesquisa foi realizada entre 27 de julho e 1 de agosto, com 1.125 eleitores entrevistados em todo o país, e conta com uma margem de erro de 3,4%.
Nas últimas semanas, Trump reorganizou sua equipe na Casa Branca, após a demissão do chefe de gabinete, Reince Priebus, substituído pelo general John Kelly e a controversa designação de Anthony Scaramucci como diretor de comunicações.
Após apenas 10 dias no cargo, Scaramucci foi tirado do cargo pelo seu agressivo estilo e impróprio vocabulário.
Além disso, a investigação sobre a ingerência da Rússia nas eleições presidenciais de 2016 e o fracasso legislativo para acabar com o Obamacare no Congresso também parecem ter afetado a popularidade do presidente.
G1

baixaO presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, registra os números de popularidade mais baixos desde sua chegada à Casa Branca há seis meses, com a aprovação somente de 1/3 dos americanos, segundo revelou uma pesquisa da Universidade Quinnipiac divulgada nesta quinta-feira (3).
Apenas 33% dos eleitores americanos disseram que aprovam o trabalho do governante, enquanto 61% expressaram rejeição.
O número representa uma queda de 7% com relação à pesquisa do final de junho, quando 40% apoiavam o presidente.
A queda é especialmente pronunciada entre os próprios eleitores republicanos, que passou de 84% para 76%.
“O diário gotejamento de tropeços e desacordos está gerando uma onda de números negativos nas pesquisas”, disse Tim Malloy, vice-diretor da Universidade de Quinnipiac.
A pesquisa foi realizada entre 27 de julho e 1 de agosto, com 1.125 eleitores entrevistados em todo o país, e conta com uma margem de erro de 3,4%.
Nas últimas semanas, Trump reorganizou sua equipe na Casa Branca, após a demissão do chefe de gabinete, Reince Priebus, substituído pelo general John Kelly e a controversa designação de Anthony Scaramucci como diretor de comunicações.
Após apenas 10 dias no cargo, Scaramucci foi tirado do cargo pelo seu agressivo estilo e impróprio vocabulário.
Além disso, a investigação sobre a ingerência da Rússia nas eleições presidenciais de 2016 e o fracasso legislativo para acabar com o Obamacare no Congresso também parecem ter afetado a popularidade do presidente.
G1