Assembleia Legislativa concede Título de Cidadão Paraibano a Carlos Ramos Pereira

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) concedeu, nesta quinta-feira (3), o Título de Cidadão Paraibano a Carlos Ramos Pereira, Tenente do Exército Brasileiro e professor de Artes, Cultura e Música. A homenagem foi proposta pelo deputado estadual João Gonçalves em reconhecimento aos serviços prestados através de ações educacionais civis e militares no estado da Paraíba.

De acordo com o deputado João Gonçalves, a sessão solene é um importante ato de reconhecimento e de agradecimento ao homenageado. “O tenente é um carioca que está na Paraíba há oito anos e que, acima de tudo, fez muito pela cultura, educação e artes do nosso estado. Nós estamos agora reconhecendo isso e dando a ele a cidadania paraibana”, ressaltou o parlamentar.

O tenente agradeceu a propositura e destacou que a ocasião marca um ponto histórico na trajetória pessoal. “Este é um dia muito especial porque o Título que esta Casa generosamente vem me oferecer carrega uma forte simbologia. Eu me sinto muito honrado e portador de uma grande responsabilidade com essa homenagem porque é o povo paraibano que está me dando esse reconhecimento”, finalizou.
Perfil
Natural do Rio de Janeiro, Carlos Ramos Pereira possui graduação em Pedagogia pela Fundação Técnico Souza Marques do Rio de Janeiro (FTESMRJ) e pós-graduação em Gestão de Pessoas e Psicopedagogia. Já ocupou cargo de regente da Banda do Exército da Paraíba e atualmente assume o posto de gerente pedagógico do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial na Paraíba (Senac-PB).

A solenidade contou ainda com a presença do Comandante do Grupamento de Engenharia, Tenente Carlos Augusto Rodrigues da Costa; do General de Brigada, Marcos José Pupim; da diretora do Serviço Social de Comércio (Sesc), Mônica Barros; do diretor regional do Senac, Geraldo Veras; do responsável pelo mosteiro Mãe da Ternura, monsenhor Jaelson Andrade; do delegado estadual na Paraíba, José de Arimatéia; do diretor da Associação Brasileira dos Oficiais da Reserva do Exército, Luiz Carlos Dias e do Capitão do Mar e Guerra, Noel Bustorff, além de representantes e autoridades do Exército.

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) concedeu, nesta quinta-feira (3), o Título de Cidadão Paraibano a Carlos Ramos Pereira, Tenente do Exército Brasileiro e professor de Artes, Cultura e Música. A homenagem foi proposta pelo deputado estadual João Gonçalves em reconhecimento aos serviços prestados através de ações educacionais civis e militares no estado da Paraíba.

De acordo com o deputado João Gonçalves, a sessão solene é um importante ato de reconhecimento e de agradecimento ao homenageado. “O tenente é um carioca que está na Paraíba há oito anos e que, acima de tudo, fez muito pela cultura, educação e artes do nosso estado. Nós estamos agora reconhecendo isso e dando a ele a cidadania paraibana”, ressaltou o parlamentar.

O tenente agradeceu a propositura e destacou que a ocasião marca um ponto histórico na trajetória pessoal. “Este é um dia muito especial porque o Título que esta Casa generosamente vem me oferecer carrega uma forte simbologia. Eu me sinto muito honrado e portador de uma grande responsabilidade com essa homenagem porque é o povo paraibano que está me dando esse reconhecimento”, finalizou.
Perfil
Natural do Rio de Janeiro, Carlos Ramos Pereira possui graduação em Pedagogia pela Fundação Técnico Souza Marques do Rio de Janeiro (FTESMRJ) e pós-graduação em Gestão de Pessoas e Psicopedagogia. Já ocupou cargo de regente da Banda do Exército da Paraíba e atualmente assume o posto de gerente pedagógico do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial na Paraíba (Senac-PB).

A solenidade contou ainda com a presença do Comandante do Grupamento de Engenharia, Tenente Carlos Augusto Rodrigues da Costa; do General de Brigada, Marcos José Pupim; da diretora do Serviço Social de Comércio (Sesc), Mônica Barros; do diretor regional do Senac, Geraldo Veras; do responsável pelo mosteiro Mãe da Ternura, monsenhor Jaelson Andrade; do delegado estadual na Paraíba, José de Arimatéia; do diretor da Associação Brasileira dos Oficiais da Reserva do Exército, Luiz Carlos Dias e do Capitão do Mar e Guerra, Noel Bustorff, além de representantes e autoridades do Exército.