Morre a pifeira Zabé da Loca, aos 93 anos, em Monteiro

loca2Morreu na manhã deste sábado (5), aos 93 anos, a pernambucana Isabel Marques da Silva, conhecida como Zabé da Loca, na cidade de Monteiro, a 305 km de João Pessoa. Ela ficou conhecida não só por tocar pífano, como também por morar durante 25 anos em uma gruta na Zona Rural da cidade.
Nascida em Buíque (PE), Zabé da Loca era pifeira conhecida em todo o Brasil e chegou a gravar discos em 2003 e 2008, sendo condecorada com a Ordem do Mérito Cultural, do Ministério da Cultura, e eleita ‘Revelação da Música Brasileira’ no Prêmio de Música Brasileira.
O apelido dela foi dado justamente por causa do tempo que passou na gruta, uma ‘loca’, onde era cercada não só de pedras, mas também de duas paredes de taipa. Ela teve morte natural.
O velório de Zabé ocorre neste sábado (5), no Memorial Zabé da Loca, no Sitio Tungão, na fazenda Santa Catarina, em Monteiro, e o sepultamento está previsto para acontecer neste domingo (6), às 10h, no cemitério municipal.
loca2Morreu na manhã deste sábado (5), aos 93 anos, a pernambucana Isabel Marques da Silva, conhecida como Zabé da Loca, na cidade de Monteiro, a 305 km de João Pessoa. Ela ficou conhecida não só por tocar pífano, como também por morar durante 25 anos em uma gruta na Zona Rural da cidade.
Nascida em Buíque (PE), Zabé da Loca era pifeira conhecida em todo o Brasil e chegou a gravar discos em 2003 e 2008, sendo condecorada com a Ordem do Mérito Cultural, do Ministério da Cultura, e eleita ‘Revelação da Música Brasileira’ no Prêmio de Música Brasileira.
O apelido dela foi dado justamente por causa do tempo que passou na gruta, uma ‘loca’, onde era cercada não só de pedras, mas também de duas paredes de taipa. Ela teve morte natural.
O velório de Zabé ocorre neste sábado (5), no Memorial Zabé da Loca, no Sitio Tungão, na fazenda Santa Catarina, em Monteiro, e o sepultamento está previsto para acontecer neste domingo (6), às 10h, no cemitério municipal.