Presidente do Stiupb destaca dedicação dos trabalhadores da Cagepa para fim do racionamento

Na opinião do presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba, Wilton Maia Velez, a dedicação dos trabalhadores e trabalhadoras da Cagepa foi imprescindível para que a Companhia pudesse decidir pelo fim do racionamento no dia 26 próximo.
 “A CAGEPA demonstrou muito compromisso com o povo de Campina Grande, pois, no momento da maior crise hídrica que a cidade já enfrentou, foi a CAGEPA quem deu a resposta necessária para garantir a manutenção da água nas casas de milhares de famílias campinenses e mais 18 cidades paraibanas. Tudo isso foi possível devido a dedicação de todos os trabalhadores e trabalhadoras da CAGEPA lotados na Regional da Borborema”, afirmou Wilton Maia.
A decisão do Governo do Estado em anunciar o fim do racionamento para o próximo dia 26 em Campina Grande e região, foi tomada por critérios meramente técnicos, levando-se em consideração que há um volume considerável de água que entra todos os dias no Açude de Boqueirão a partir das obras da Transposição do São Francisco.
 “A Cagepa não tomaria uma decisão dessa de forma irresponsável e nem por balizamento político, como alguns mencionam. Temos técnicos especializados na Companhia, que acompanham diariamente o reservatório Epitácio Pessoa”, destacou Wilton Maia.
Na opinião do presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba, Wilton Maia Velez, a dedicação dos trabalhadores e trabalhadoras da Cagepa foi imprescindível para que a Companhia pudesse decidir pelo fim do racionamento no dia 26 próximo.
 “A CAGEPA demonstrou muito compromisso com o povo de Campina Grande, pois, no momento da maior crise hídrica que a cidade já enfrentou, foi a CAGEPA quem deu a resposta necessária para garantir a manutenção da água nas casas de milhares de famílias campinenses e mais 18 cidades paraibanas. Tudo isso foi possível devido a dedicação de todos os trabalhadores e trabalhadoras da CAGEPA lotados na Regional da Borborema”, afirmou Wilton Maia.
A decisão do Governo do Estado em anunciar o fim do racionamento para o próximo dia 26 em Campina Grande e região, foi tomada por critérios meramente técnicos, levando-se em consideração que há um volume considerável de água que entra todos os dias no Açude de Boqueirão a partir das obras da Transposição do São Francisco.
 “A Cagepa não tomaria uma decisão dessa de forma irresponsável e nem por balizamento político, como alguns mencionam. Temos técnicos especializados na Companhia, que acompanham diariamente o reservatório Epitácio Pessoa”, destacou Wilton Maia.