Unidade de Aprendizagem do Procase desenvolve irrigação através de potes de barro

barroBuscando superar as adversidades climáticas da região do Semiárido paraibano, as Unidades de Aprendizagem implantadas pelo Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), vem desenvolvendo, junto às comunidades rurais, meios de garantir a produção de alimentos. As plantações são desenvolvidas através do uso racional de água, usando sistemas de irrigação, e o cultivo da palma é consorciado a outros cultivos, como feijão, milho, frutíferas e hortaliças.

Numa dessas Unidades, localizada na comunidade de Quixudi, município de Soledade, a irrigação vem sendo feita através do uso de potes de barro, semelhantes aos utilizados para guardar água potável. Os potes enterrados e abastecidos com água, servem como ferramenta para suprir o solo com a umidade necessária ao desenvolvimento das plantas. Dessa forma, a comunidade vem fazendo o plantio de hortaliças, legumes e plantas frutíferas, em sistema de mandalas, distribuindo-as ao redor dos potes.

Por meio deste sistema, a comunidade vem produzindo alimentos para o consumo próprio, reduzindo os custos com a compra de legumes e hortaliças, e garantindo uma alimentação de qualidade, livre de agrotóxicos. Essa tecnologia há tempos vem sendo utilizada em diversos países, e além de ser de baixo custo e fácil utilização, garante colheitas regulares, mesmo em tempos de prolongada estiagem, pois faz um uso racional e eficiente da água.

barro2Com a experimentação bem-sucedida desse sistema, os agricultores da comunidade, junto aos técnicos e consultores do Procase, se preparam para apresentar os resultados obtidos a outros agricultores da região, objetivando partilhar essa experiência e auxiliar na sua multiplicação em outras comunidades. Além do processo de irrigação com potes, a comunidade também produz palma por meio da irrigação por gotejamento, e faz a utilização de água de reuso para a irrigação de capim, usado como forragem para os animais.

O Procase é fruto da parceria entre o Governo do Estado da Paraíba e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), organismo das Nações Unidas (ONU), beneficiando 56 municípios do semiárido paraibano, e visa fortalecer a agricultura familiar e contribuir para o desenvolvimento rural sustentável, reduzindo os níveis de pobreza rural e fortalecendo ações de prevenção e mitigação da desertificação.

Assessoria de Comunicação
Jornalista responsável:
Samantha Pimentel
samantha.pimentel@procase.pb.gov.br
83 99630-7640
https://www.procase.pb.gov.br/

barroBuscando superar as adversidades climáticas da região do Semiárido paraibano, as Unidades de Aprendizagem implantadas pelo Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), vem desenvolvendo, junto às comunidades rurais, meios de garantir a produção de alimentos. As plantações são desenvolvidas através do uso racional de água, usando sistemas de irrigação, e o cultivo da palma é consorciado a outros cultivos, como feijão, milho, frutíferas e hortaliças.

Numa dessas Unidades, localizada na comunidade de Quixudi, município de Soledade, a irrigação vem sendo feita através do uso de potes de barro, semelhantes aos utilizados para guardar água potável. Os potes enterrados e abastecidos com água, servem como ferramenta para suprir o solo com a umidade necessária ao desenvolvimento das plantas. Dessa forma, a comunidade vem fazendo o plantio de hortaliças, legumes e plantas frutíferas, em sistema de mandalas, distribuindo-as ao redor dos potes.

Por meio deste sistema, a comunidade vem produzindo alimentos para o consumo próprio, reduzindo os custos com a compra de legumes e hortaliças, e garantindo uma alimentação de qualidade, livre de agrotóxicos. Essa tecnologia há tempos vem sendo utilizada em diversos países, e além de ser de baixo custo e fácil utilização, garante colheitas regulares, mesmo em tempos de prolongada estiagem, pois faz um uso racional e eficiente da água.

barro2Com a experimentação bem-sucedida desse sistema, os agricultores da comunidade, junto aos técnicos e consultores do Procase, se preparam para apresentar os resultados obtidos a outros agricultores da região, objetivando partilhar essa experiência e auxiliar na sua multiplicação em outras comunidades. Além do processo de irrigação com potes, a comunidade também produz palma por meio da irrigação por gotejamento, e faz a utilização de água de reuso para a irrigação de capim, usado como forragem para os animais.

O Procase é fruto da parceria entre o Governo do Estado da Paraíba e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), organismo das Nações Unidas (ONU), beneficiando 56 municípios do semiárido paraibano, e visa fortalecer a agricultura familiar e contribuir para o desenvolvimento rural sustentável, reduzindo os níveis de pobreza rural e fortalecendo ações de prevenção e mitigação da desertificação.

Assessoria de Comunicação
Jornalista responsável:
Samantha Pimentel
samantha.pimentel@procase.pb.gov.br
83 99630-7640
https://www.procase.pb.gov.br/