Versão em braile da conta de energia elétrica é lançada em João Pessoa

Em parceria com o MPProcon, a Energisa lançou na manhã desta segunda-feira,21, a versão da conta de energia em braile para facilitar o entendimento de portadores de deficiência visual. A iniciativa, inédita no Estado, integra a política de responsabilidade social da empresa no que se refere à acessibilidade de portadores de necessidades especiais a informações fundamentais para o exercício da cidadania. Outras ações sociais adotadas pela Energia são o apoio a instituições que combatem ao câncer e que realizam pesquisa sobre a microcefalia.

Em solenidade realizada no Instituto dos Cegos da Paraíba-Adagilsa Cunha, estiveram presentes o diretor Comercial do Grupo Energisa, Cleyson Jacomini, o diretor-geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, o vereador Helton Renê – representando o Procon – , o presidente do Instituto dos Cegos da Paraíba-Adalgisa Cunha, José Antônio Freire e Josefa Josineide de Araújo Melo, presidente da Associação Paraibana de Cegos – APACE.

 

vitrineInterno
O representante do Procon-PB, Heilton Renê, enfatizou que essa conta traz cidadania a quem mais precisa, sua disponibilização iguala todos os consumidores, pois agora também terão o acesso às suas despesas de energia elétrica. “Agradecemos a Energisa por ser a primeira empresa no Estado da Paraíba a cumprir a Lei Municipal. É de suma importância darmos ferramentas para que as pessoas com algum tipo de deficiência tenha acessibilidade ampla e irrestrita. Espero que outras empresas sigam esse mesmo caminho e deem acesso aos consumidores portadores de necessidades visuais”.

Para o diretor-geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, esse é momento de mudança e espera que as demais empresas sigam o mesmo caminho da Energisa. “Ter acesso à informação é um direto do cidadão, portanto, as pessoas portadoras de deficiência visual querem autonomia e é nossa obrigação garantir isso”, disse.

O presidente do Instituto dos Cegos, José Antônio, disse que a Energisa passou a dar condições para que a pessoa cega possa ter autonomia de saber tudo sobre seu consumo de energia elétrica. “Agora é só fazer a solicitação da conta em braille e saber exatamente como anda seu consumo”, explicou.

Para ele é preciso que a comunidade de portadores de necessidades visuais busque seus direitos de cidadania. “É preciso lutar para termos nossos direitos respeitados”, completou.

Josefa Josineide de Araújo Melo, presidente da Associação Paraibana de Cegos – APACE, parabenizou todos que estão envolvidos nessa ação e enfatizou que a Energisa, que já colabora muito com o incentivo à cultura paraibana, agora trouxe mais um benefício à sociedade. “Permitir que a pessoa cega tenha autonomia é uma grande ação de cidadania e de responsabilidade social”, afirmou.

“Estamos cada vez mais adotando ações voltadas para inclusão e responsabilidade social porque entendemos que nossa missão vai muito além de fornecer energia. Temos o compromisso de respeitar nossos clientes e garantir o direito à informação clara e adequada a cada um. A conta em braile universaliza as informações para quem tem conhecimento de escrita e leitura em braile”, declara o diretor Comercial do Grupo Energisa, Cleyson Jacomini.

O serviço não gera custo adicional para o cliente e está disponível para deficientes visuais que moram sozinhos ou que sejam responsáveis pelo pagamento da conta – independentemente de ser ou não o titular. Para solicitar o serviço, o interessado deve procurar uma das agências de atendimento da empresa existentes em todos os municípios paraibanos. A conta em braile será enviada pelos correios e a convencional remetida por mensagem eletrônica (e-mail).

Essa substituição da fatura de papel pela eletrônica é outra iniciativa de responsabilidade social da Energisa que tem compromisso com as gerações futuras e com a preservação do meio ambiente. Todo cliente da concessionária pode aderir à modalidade da conta por e-mail – uma atitude prática, rápida, segura e sustentável.

Em parceria com o MPProcon, a Energisa lançou na manhã desta segunda-feira,21, a versão da conta de energia em braile para facilitar o entendimento de portadores de deficiência visual. A iniciativa, inédita no Estado, integra a política de responsabilidade social da empresa no que se refere à acessibilidade de portadores de necessidades especiais a informações fundamentais para o exercício da cidadania. Outras ações sociais adotadas pela Energia são o apoio a instituições que combatem ao câncer e que realizam pesquisa sobre a microcefalia.

Em solenidade realizada no Instituto dos Cegos da Paraíba-Adagilsa Cunha, estiveram presentes o diretor Comercial do Grupo Energisa, Cleyson Jacomini, o diretor-geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, o vereador Helton Renê – representando o Procon – , o presidente do Instituto dos Cegos da Paraíba-Adalgisa Cunha, José Antônio Freire e Josefa Josineide de Araújo Melo, presidente da Associação Paraibana de Cegos – APACE.

 

vitrineInterno
O representante do Procon-PB, Heilton Renê, enfatizou que essa conta traz cidadania a quem mais precisa, sua disponibilização iguala todos os consumidores, pois agora também terão o acesso às suas despesas de energia elétrica. “Agradecemos a Energisa por ser a primeira empresa no Estado da Paraíba a cumprir a Lei Municipal. É de suma importância darmos ferramentas para que as pessoas com algum tipo de deficiência tenha acessibilidade ampla e irrestrita. Espero que outras empresas sigam esse mesmo caminho e deem acesso aos consumidores portadores de necessidades visuais”.

Para o diretor-geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, esse é momento de mudança e espera que as demais empresas sigam o mesmo caminho da Energisa. “Ter acesso à informação é um direto do cidadão, portanto, as pessoas portadoras de deficiência visual querem autonomia e é nossa obrigação garantir isso”, disse.

O presidente do Instituto dos Cegos, José Antônio, disse que a Energisa passou a dar condições para que a pessoa cega possa ter autonomia de saber tudo sobre seu consumo de energia elétrica. “Agora é só fazer a solicitação da conta em braille e saber exatamente como anda seu consumo”, explicou.

Para ele é preciso que a comunidade de portadores de necessidades visuais busque seus direitos de cidadania. “É preciso lutar para termos nossos direitos respeitados”, completou.

Josefa Josineide de Araújo Melo, presidente da Associação Paraibana de Cegos – APACE, parabenizou todos que estão envolvidos nessa ação e enfatizou que a Energisa, que já colabora muito com o incentivo à cultura paraibana, agora trouxe mais um benefício à sociedade. “Permitir que a pessoa cega tenha autonomia é uma grande ação de cidadania e de responsabilidade social”, afirmou.

“Estamos cada vez mais adotando ações voltadas para inclusão e responsabilidade social porque entendemos que nossa missão vai muito além de fornecer energia. Temos o compromisso de respeitar nossos clientes e garantir o direito à informação clara e adequada a cada um. A conta em braile universaliza as informações para quem tem conhecimento de escrita e leitura em braile”, declara o diretor Comercial do Grupo Energisa, Cleyson Jacomini.

O serviço não gera custo adicional para o cliente e está disponível para deficientes visuais que moram sozinhos ou que sejam responsáveis pelo pagamento da conta – independentemente de ser ou não o titular. Para solicitar o serviço, o interessado deve procurar uma das agências de atendimento da empresa existentes em todos os municípios paraibanos. A conta em braile será enviada pelos correios e a convencional remetida por mensagem eletrônica (e-mail).

Essa substituição da fatura de papel pela eletrônica é outra iniciativa de responsabilidade social da Energisa que tem compromisso com as gerações futuras e com a preservação do meio ambiente. Todo cliente da concessionária pode aderir à modalidade da conta por e-mail – uma atitude prática, rápida, segura e sustentável.