6 razões que explicam por que a educação do SENAI é uma das melhores do mundo

melhor6Maior complexo de educação profissional e tecnológica das Américas, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) trabalha permanentemente para oferecer a seus alunos as mais avançadas práticas pedagógicas. Nas salas de aula em todo o país, o uso da tecnologia enriquece o aprendizado. Com o aplicativo de realidade aumentada, por exemplo, as imagens de livros didáticos ganham sons e movimento. Os estudantes também são estimulados a desenvolver a inovação e espírito empreendedor em programas como o Inova SENAI e o Grand Prix SENAI de Inovação. Conheça nesta lista seis razões que explicam por que a educação oferecida pelo SENAI é uma das melhores do mundo:
1. USO DE APLICATIVOS COM REALIDADE AUMENTADA
A educação mediada por tecnologias e na qual o aprendizado é feito de forma dinâmica já é realidade no SENAI. Alunos utilizam, por exemplo, um aplicativo que permite utilizar a câmera do celular ou do tablet para reconhecer imagens presentes nos livros didáticos. É possível projetar na tela do celular animações, simuladores, exercícios, procedimentos de operação de equipamentos, entre outros recursos. A tecnologia é usada pelo SENAI desde 2010 e está disponível em 15 cursos, entre os quais os cursos técnicos de Mecânica, Automação Industrial, Petróleo e Gás, Manutenção Automotiva, etc.

2. EDUCAÇÃO INTERATIVA
Material digital, modelagens matemáticas, kits de simuladores (que permitem simular máquinas e ambientes de processos produtivos) também são utilizados nas salas de aula do SENAI como importantes instrumentos de aprendizado. Estudantes de cursos técnicos têm acesso ainda ao SENAI APP, uma ferramenta educacional que possui recursos como geolocalização, fotografia, criação de vídeos, gravação de notas de áudio, situações de aprendizagem selecionadas ou criadas pelo docente, e muito mais. O objetivo é permitir ao aluno obter conhecimento técnico dentro e fora da sala de aula.

3. ESTÍMULO À INOVAÇÃO E AO EMPREENDEDORISMO
Um dos desafios da educação profissional e tecnológica é formar pessoas capazes de melhorar ou criar processos e produtos que aumentem a produtividade das empresas e facilitem a vida dos consumidores. Por isso, o SENAI estimula a cultura de inovação e empreendedorismo por meio de projetos como o Inova SENAI, no qual equipes formadas por estudantes e docentes sugerem novos projetos e processos. O Grand Prix SENAI de Inovação é outra proposta na qual os estudantes participam de uma emocionante disputa de inovação aberta a fim de criar soluções para desafios dos setores da indústria e da sociedade. Já no Desafio SENAI de Projetos Integradores, os alunos são provocados a solucionar problemas reais da indústria, com o desenvolvimento de um projeto, um protótipo e um pitch.
4. COMPETIÇÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS
Iniciada em 2001, a Olimpíada do Conhecimento é a competição nacional de educação profissional, organizada pelo SENAI a cada dois anos. Mais do que um torneio, o evento promove o intercâmbio técnico-pedagógico entre os participantes, o permanente aprimoramento do processo de educação profissional da instituição e estimula os jovens brasileiros a optarem pela formação técnica profissional. O SENAI também treina a delegação brasileira que compete na WorldSkills, a competição internacional, que reúne os melhores jovens profissionais de ocupações técnicas do mundo. Este ano, o torneio ocorrerá em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Sob a coordenação do SENAI, a delegação brasileira foi a grande campeã em 2015, superando jovens de países que são referência educacional como Coreia do Sul e Alemanha.
5. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
O SENAI aposta na educação semipresencial, com um tempo do estudante em sala de aula e parte fora dela, e no conceito de sala de aula invertida. Por ele, o aluno estuda os conteúdos básicos antes da aula – com vídeos, textos, arquivos de áudio, games e outros recursos. A tendência é que, no futuro, os cursos sejam formatados dessa maneira, com maior ou menor grau de aulas presenciais. O SENAI já oferece mais de 90 cursos a distância nos diversos setores industriais e tem investido fortemente para ampliar essa oferta. São 22 cursos técnicos, 60 cursos de qualificação profissional e 11 cursos de nível superior.
6. FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DO FUTURO
O SENAI também está empenhado em formar o profissional para a indústria do futuro por meio de cursos voltados à chamada Indústria 4.0. Já estão sendo capacitados multiplicadores para o corpo docente do SENAI em todas as regiões do país no curso “Inspirar, Transformar e Aprender – a Educação para a Indústria Avançada”. Além disso, a instituição vai oferecer quatro cursos ao público com foco, por exemplo, na exploração dos chamados Big Data, grande conjunto de dados armazenados, e Internet das Coisas, a conexão entre máquinas. Os estudantes vão conhecer ferramentas, tendências e compreender a importância desses conceitos no mundo dos negócios. Os cursos serão: Conectando à indústria avançada; Explorando Big Data; Programação Móvel para IoT e Segurança digital para mulheres.
melhor6Maior complexo de educação profissional e tecnológica das Américas, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) trabalha permanentemente para oferecer a seus alunos as mais avançadas práticas pedagógicas. Nas salas de aula em todo o país, o uso da tecnologia enriquece o aprendizado. Com o aplicativo de realidade aumentada, por exemplo, as imagens de livros didáticos ganham sons e movimento. Os estudantes também são estimulados a desenvolver a inovação e espírito empreendedor em programas como o Inova SENAI e o Grand Prix SENAI de Inovação. Conheça nesta lista seis razões que explicam por que a educação oferecida pelo SENAI é uma das melhores do mundo:
1. USO DE APLICATIVOS COM REALIDADE AUMENTADA
A educação mediada por tecnologias e na qual o aprendizado é feito de forma dinâmica já é realidade no SENAI. Alunos utilizam, por exemplo, um aplicativo que permite utilizar a câmera do celular ou do tablet para reconhecer imagens presentes nos livros didáticos. É possível projetar na tela do celular animações, simuladores, exercícios, procedimentos de operação de equipamentos, entre outros recursos. A tecnologia é usada pelo SENAI desde 2010 e está disponível em 15 cursos, entre os quais os cursos técnicos de Mecânica, Automação Industrial, Petróleo e Gás, Manutenção Automotiva, etc.

2. EDUCAÇÃO INTERATIVA
Material digital, modelagens matemáticas, kits de simuladores (que permitem simular máquinas e ambientes de processos produtivos) também são utilizados nas salas de aula do SENAI como importantes instrumentos de aprendizado. Estudantes de cursos técnicos têm acesso ainda ao SENAI APP, uma ferramenta educacional que possui recursos como geolocalização, fotografia, criação de vídeos, gravação de notas de áudio, situações de aprendizagem selecionadas ou criadas pelo docente, e muito mais. O objetivo é permitir ao aluno obter conhecimento técnico dentro e fora da sala de aula.

3. ESTÍMULO À INOVAÇÃO E AO EMPREENDEDORISMO
Um dos desafios da educação profissional e tecnológica é formar pessoas capazes de melhorar ou criar processos e produtos que aumentem a produtividade das empresas e facilitem a vida dos consumidores. Por isso, o SENAI estimula a cultura de inovação e empreendedorismo por meio de projetos como o Inova SENAI, no qual equipes formadas por estudantes e docentes sugerem novos projetos e processos. O Grand Prix SENAI de Inovação é outra proposta na qual os estudantes participam de uma emocionante disputa de inovação aberta a fim de criar soluções para desafios dos setores da indústria e da sociedade. Já no Desafio SENAI de Projetos Integradores, os alunos são provocados a solucionar problemas reais da indústria, com o desenvolvimento de um projeto, um protótipo e um pitch.
4. COMPETIÇÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS
Iniciada em 2001, a Olimpíada do Conhecimento é a competição nacional de educação profissional, organizada pelo SENAI a cada dois anos. Mais do que um torneio, o evento promove o intercâmbio técnico-pedagógico entre os participantes, o permanente aprimoramento do processo de educação profissional da instituição e estimula os jovens brasileiros a optarem pela formação técnica profissional. O SENAI também treina a delegação brasileira que compete na WorldSkills, a competição internacional, que reúne os melhores jovens profissionais de ocupações técnicas do mundo. Este ano, o torneio ocorrerá em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Sob a coordenação do SENAI, a delegação brasileira foi a grande campeã em 2015, superando jovens de países que são referência educacional como Coreia do Sul e Alemanha.
5. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
O SENAI aposta na educação semipresencial, com um tempo do estudante em sala de aula e parte fora dela, e no conceito de sala de aula invertida. Por ele, o aluno estuda os conteúdos básicos antes da aula – com vídeos, textos, arquivos de áudio, games e outros recursos. A tendência é que, no futuro, os cursos sejam formatados dessa maneira, com maior ou menor grau de aulas presenciais. O SENAI já oferece mais de 90 cursos a distância nos diversos setores industriais e tem investido fortemente para ampliar essa oferta. São 22 cursos técnicos, 60 cursos de qualificação profissional e 11 cursos de nível superior.
6. FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL DO FUTURO
O SENAI também está empenhado em formar o profissional para a indústria do futuro por meio de cursos voltados à chamada Indústria 4.0. Já estão sendo capacitados multiplicadores para o corpo docente do SENAI em todas as regiões do país no curso “Inspirar, Transformar e Aprender – a Educação para a Indústria Avançada”. Além disso, a instituição vai oferecer quatro cursos ao público com foco, por exemplo, na exploração dos chamados Big Data, grande conjunto de dados armazenados, e Internet das Coisas, a conexão entre máquinas. Os estudantes vão conhecer ferramentas, tendências e compreender a importância desses conceitos no mundo dos negócios. Os cursos serão: Conectando à indústria avançada; Explorando Big Data; Programação Móvel para IoT e Segurança digital para mulheres.