Dória diz que não fará contraponto a Lula

contrapontoO prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou, na tarde desta quinta-feira (31), em Campina Grande, que não fará contraponto ao ex-presidente Lula. Na cidade, o prefeito também recebeu o título de cidadão campinense.
“Eu não quero ser contraponto de ninguém. Eu quero ser a favor do Brasil, do desenvolvimento no nosso país, da geração de emprego, modernização da máquina pública e maior eficiência de gestão”, afirmou, durante evento o Fórum do Comércio, organizado pela Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas.
Entretanto, em seu discurso, João Doria não poupou comentários contrários a Lula e ao discurso de “intolerância” dos partidos de oposição.
“Eu não admito que a melhora para o Brasil seja a intolerância, o xingamento e a agressão. O Brasil precisa de paz, inteligência e se unir”, destacou
O tucano lembrou a declaração em que Lula lhe acusou de nunca ter trabalhado e para rebater mostrou a carteira de trabalho, a qual havia sido assinada desde os 13 anos de idade.
“Lula, você além de covarde é mentiroso”, afirmou.
Dória disse que vai continuar fazendo peregrinação pelo país no sentido de trocar conhecimentos e debater problemas comuns com outros gestores.
MaisPB

contrapontoO prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou, na tarde desta quinta-feira (31), em Campina Grande, que não fará contraponto ao ex-presidente Lula. Na cidade, o prefeito também recebeu o título de cidadão campinense.
“Eu não quero ser contraponto de ninguém. Eu quero ser a favor do Brasil, do desenvolvimento no nosso país, da geração de emprego, modernização da máquina pública e maior eficiência de gestão”, afirmou, durante evento o Fórum do Comércio, organizado pela Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas.
Entretanto, em seu discurso, João Doria não poupou comentários contrários a Lula e ao discurso de “intolerância” dos partidos de oposição.
“Eu não admito que a melhora para o Brasil seja a intolerância, o xingamento e a agressão. O Brasil precisa de paz, inteligência e se unir”, destacou
O tucano lembrou a declaração em que Lula lhe acusou de nunca ter trabalhado e para rebater mostrou a carteira de trabalho, a qual havia sido assinada desde os 13 anos de idade.
“Lula, você além de covarde é mentiroso”, afirmou.
Dória disse que vai continuar fazendo peregrinação pelo país no sentido de trocar conhecimentos e debater problemas comuns com outros gestores.
MaisPB