Governo tira do ar demonstração de CNH digital ‘para evitar dúvidas dos usuários’

O Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) tirou do ar nesta quinta-feira (31) a versão beta da CNH digital para smartphones Android. Conforme o G1 demonstrou, o download oferecido exigia que os usuários habilitassem uma opção que abrem as portas do sistema operacional para arquivos maliciosos.
“O Serpro informa que retirou a versão demonstrativa do aplicativo da CNH-e. A medida foi adotada para evitar dúvidas dos usuários com relação ao ambiente de download fora das lojas oficiais da apple e android”, afirmou a empresa pública em nota. “As telas demonstrativas da solução agora podem ser encontradas no site da CNH digital”.
A Carteira Nacional de Habilitação eletrônica (CNH-e) será implantada aos poucos pelos Detrans nos próximos meses – o primeiro estado a receber é o de Goiás, em setembro. Chegará a outros estados até fevereiro de 2018.
A versão que foi liberada era uma demonstração e mostrava só uma CNH-modelo. Ou seja, dava uma ideia de como o sistema vai funcionar. O motorista não consegue “baixar” a CNH nele.
G1

O Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) tirou do ar nesta quinta-feira (31) a versão beta da CNH digital para smartphones Android. Conforme o G1 demonstrou, o download oferecido exigia que os usuários habilitassem uma opção que abrem as portas do sistema operacional para arquivos maliciosos.
“O Serpro informa que retirou a versão demonstrativa do aplicativo da CNH-e. A medida foi adotada para evitar dúvidas dos usuários com relação ao ambiente de download fora das lojas oficiais da apple e android”, afirmou a empresa pública em nota. “As telas demonstrativas da solução agora podem ser encontradas no site da CNH digital”.
A Carteira Nacional de Habilitação eletrônica (CNH-e) será implantada aos poucos pelos Detrans nos próximos meses – o primeiro estado a receber é o de Goiás, em setembro. Chegará a outros estados até fevereiro de 2018.
A versão que foi liberada era uma demonstração e mostrava só uma CNH-modelo. Ou seja, dava uma ideia de como o sistema vai funcionar. O motorista não consegue “baixar” a CNH nele.
G1