7 de setembro: Comércio tem opção de abrir respeitando os direitos assegurados na convenção coletiva dos trabalhadores

  O feriado da Independência do Brasil, celebrado nesta quinta-feira (7), em todo o país, altera horários do funcionamento de órgão públicos, shoppings centers, bancos e outros órgãos. Em Campina Grande os estabelecimentos comerciais têm a opção de abrir desde que respeitadas as cláusulas da convenção coletiva de trabalho dos comerciários.
Os empregados que trabalharem durante o feriado vão ter direito ao recebimento dos seguintes abonos:R$ 36,00 (empresa com até dez empregados) e R$ R$ 43,00 (empresa com mais de dez funcionários), mais a folga até 21 dias após o dia trabalhado.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Campina Grande e Região, José do Nascimento Coelho, ressalta a importância dos empregadores garantirem outros direitos assegurados na Convenção Coletiva, a exemplo do cumprimento da jornada de trabalho, fornecimento do vale-transporte referente ao dia feriado, sem ônus para os trabalhadores e o registro no livro de ponto da frequência dos mesmos.
Coelho chama a atenção do comerciário que se sentir prejudicado quanto aos seus direitos trabalhistas, para reclamar junto ao seu Sindicato, e assim a entidade sindical oficializar denúncia ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), para adoção de medidas.
Texto: AscomSindicomeciários
Mais informações sobre o trabalho no feriado, com o Presidente do Sindicato (83 9 8809-7924).
  O feriado da Independência do Brasil, celebrado nesta quinta-feira (7), em todo o país, altera horários do funcionamento de órgão públicos, shoppings centers, bancos e outros órgãos. Em Campina Grande os estabelecimentos comerciais têm a opção de abrir desde que respeitadas as cláusulas da convenção coletiva de trabalho dos comerciários.
Os empregados que trabalharem durante o feriado vão ter direito ao recebimento dos seguintes abonos:R$ 36,00 (empresa com até dez empregados) e R$ R$ 43,00 (empresa com mais de dez funcionários), mais a folga até 21 dias após o dia trabalhado.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Campina Grande e Região, José do Nascimento Coelho, ressalta a importância dos empregadores garantirem outros direitos assegurados na Convenção Coletiva, a exemplo do cumprimento da jornada de trabalho, fornecimento do vale-transporte referente ao dia feriado, sem ônus para os trabalhadores e o registro no livro de ponto da frequência dos mesmos.
Coelho chama a atenção do comerciário que se sentir prejudicado quanto aos seus direitos trabalhistas, para reclamar junto ao seu Sindicato, e assim a entidade sindical oficializar denúncia ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), para adoção de medidas.
Texto: AscomSindicomeciários
Mais informações sobre o trabalho no feriado, com o Presidente do Sindicato (83 9 8809-7924).