Enteada mata padrasto a facadas para defender mãe de agressão no Sertão da PB, diz PM

Um homem de 32 anos foi morto a facadas pela enteada durante uma discussão na noite de terça-feira (5) no sítio Ladeira Vermelha, zona rural do município de Conceição, no Sertão da Paraíba. A suspeita, de 19 anos, se entregou na delegacia instantes depois do crime e contou que tentou defender a mãe, que estava sendo agredida pelo homem.
De acordo com a Polícia Militar, o homem estava participando de uma bebedeira com a mãe da suspeita desde o fim de semana. Ao chegar em casa, os dois iniciaram uma discussão e o padrasto da menina golpeu a mulher na cabeça com um litro de bebida.
A jovem foi até a cozinha, pegou um punhal e esfaqueou a padrasto várias vezes na região do abdômen e das costas. O homem chegou a pedir socorro e foi atendido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital de Conceição.
Instantes depois do crime, a jovem se apresentou na delegacia da Polícia Civil e foi ouvida pelo delegado de plantão. Até as 7h50 desta quarta-feira (6), a suspeita se encontrava presa na carceragem da delegacia, onde espera pela audiência de custódia, que deve acontecer durante o período da manhã.
G1 PB

Um homem de 32 anos foi morto a facadas pela enteada durante uma discussão na noite de terça-feira (5) no sítio Ladeira Vermelha, zona rural do município de Conceição, no Sertão da Paraíba. A suspeita, de 19 anos, se entregou na delegacia instantes depois do crime e contou que tentou defender a mãe, que estava sendo agredida pelo homem.
De acordo com a Polícia Militar, o homem estava participando de uma bebedeira com a mãe da suspeita desde o fim de semana. Ao chegar em casa, os dois iniciaram uma discussão e o padrasto da menina golpeu a mulher na cabeça com um litro de bebida.
A jovem foi até a cozinha, pegou um punhal e esfaqueou a padrasto várias vezes na região do abdômen e das costas. O homem chegou a pedir socorro e foi atendido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital de Conceição.
Instantes depois do crime, a jovem se apresentou na delegacia da Polícia Civil e foi ouvida pelo delegado de plantão. Até as 7h50 desta quarta-feira (6), a suspeita se encontrava presa na carceragem da delegacia, onde espera pela audiência de custódia, que deve acontecer durante o período da manhã.
G1 PB