Irma deixa mais de 70 mil sem energia na Flórida, diz governador

furacaoPelo menos 76 mil pessoas estão sem energia na Flórida devido à chuva e fortes ventos causados pela aproximação do furacão Irma, segundo o governador do Estado, Rick Scott.
“A tormenta está aqui”, disse Scott. “As ondas vão chegar depois do vento. Não pensem que tudo termina quando o vento passa.”
Scott afirmou na noite deste sábado (9) que as quedas de energia devem aumentar com a aproximação do furacão. A Florida Power and Light calcula que “4,1 milhões de usuários ficarão sem eletricidade por causa de Irma.”
Ao menos 6,3 milhões de moradores da Flórida receberam ordem para se retirar diante da chegada de Irma. As autoridades alertam para fortes ventos e ondas que podem superar os 4,5 metros sobre o nível normal do mar em um estado sem elevações geográficas.
As cidades do sul da Flórida declararam o toque de recolher a partir da tarde deste sábado, entre elas Miami e Miami Beach, assim como o condado de Broward, onde está Fort Lauderdale.
Nos Keys da Flórida já se sentiam os efeitos de Irma, que se aproxima como furacão de categoria 3, com ventos de 205 Km/hora, mas o Serviço Meteorológico Nacional (NWS) prevê que ganhará força e chegará a categoria 4 quando atingir a região, na manhã de domingo (10).
A Guarda Nacional da Flórida mobilizou 30 mil homens, 4.000 caminhões, cem helicópteros e equipes de evacuação aérea para o pós-furacão.
(Folhapress)
furacaoPelo menos 76 mil pessoas estão sem energia na Flórida devido à chuva e fortes ventos causados pela aproximação do furacão Irma, segundo o governador do Estado, Rick Scott.
“A tormenta está aqui”, disse Scott. “As ondas vão chegar depois do vento. Não pensem que tudo termina quando o vento passa.”
Scott afirmou na noite deste sábado (9) que as quedas de energia devem aumentar com a aproximação do furacão. A Florida Power and Light calcula que “4,1 milhões de usuários ficarão sem eletricidade por causa de Irma.”
Ao menos 6,3 milhões de moradores da Flórida receberam ordem para se retirar diante da chegada de Irma. As autoridades alertam para fortes ventos e ondas que podem superar os 4,5 metros sobre o nível normal do mar em um estado sem elevações geográficas.
As cidades do sul da Flórida declararam o toque de recolher a partir da tarde deste sábado, entre elas Miami e Miami Beach, assim como o condado de Broward, onde está Fort Lauderdale.
Nos Keys da Flórida já se sentiam os efeitos de Irma, que se aproxima como furacão de categoria 3, com ventos de 205 Km/hora, mas o Serviço Meteorológico Nacional (NWS) prevê que ganhará força e chegará a categoria 4 quando atingir a região, na manhã de domingo (10).
A Guarda Nacional da Flórida mobilizou 30 mil homens, 4.000 caminhões, cem helicópteros e equipes de evacuação aérea para o pós-furacão.
(Folhapress)