Diretores do Stiupb e servidores da Chesf participam de audiência na AL nesta quinta

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb), quer levar significativa parcela de trabalhadores para a Audiência Pública que acontecerá nesta quinta-feira, 21, às 9hs da manhã, na Assembleia Legislativa da Paraíba, que vai discutir o processo de privatização da Eletrobras, atingindo diretamente a Chesf. Na ocasião, será instalada a Frente Parlamentar contra a privatização da Eletrobrás/Chesf.

A audiência faz parte de uma articulação  que foi feita pelo Stiupb, através do seu presidente, Wilton Maia Velez, durante visita feita pelo presidente da Assembleia a Campina Grande, no dia 04 deste mês.

Naquele dia 04, Gervásio esteve pessoalmente ao local de trabalho dos funcionários da Chesf, quando ouviu atentamente as impressões do Sindicato e dos trabalhadores da Companhia.

Na ocasião, ficou definido que o parlamentar, juntamente com o Sindicato, iria unir esforços para tentar barrar essa iniciativa do Governo Temer. A mobilização já rendeu bons frutos. Na mesma semana do encontro, diversos Governadores do Nordeste assinaram um manifesto contra a privatização, entre eles, Ricardo Coutinho.

FRENTE – Ontem (20), inclusive, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Gervásio Maia, recebeu o presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), deputado Luciano Nunes, para tratar da instalação da Frente Parlamentar do Nordeste em Defesa da Chesf.

De acordo com o Gervásio Maia, a Medida Provisória 579, do Governo Federal, que prevê a privatização da Companhia Hidroelétrica do São Francisco, põe em risco a soberania nacional. “A privatização da Chesf põe em risco o projeto do Rio São Francisco, que além da questão hídrica, tem uma função social e econômica para o Nordeste”, ressaltou o presidente da Assembleia.

A Frente Parlamentar do Nordeste em Defesa da Chesf prevê audiências públicas com a sociedade, reuniões com representantes do Governo Federal, debates com especialistas, técnicos e trabalhadores do setor, além de visitas técnicas às instalações da Companhia.

UNIÃO DE FORÇAS – O Stiupb e a Assembleia Legislativa do Estado irão unir esforços para realizar um grande encontro em nível de Nordeste, (em data e Estado a serem definidos), com o objetivo de aumentar essa luta contra a privatização da Eletrobras. Espera-se, com isso, obter apoio de mais governadores da região nordestina.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb), quer levar significativa parcela de trabalhadores para a Audiência Pública que acontecerá nesta quinta-feira, 21, às 9hs da manhã, na Assembleia Legislativa da Paraíba, que vai discutir o processo de privatização da Eletrobras, atingindo diretamente a Chesf. Na ocasião, será instalada a Frente Parlamentar contra a privatização da Eletrobrás/Chesf.

A audiência faz parte de uma articulação  que foi feita pelo Stiupb, através do seu presidente, Wilton Maia Velez, durante visita feita pelo presidente da Assembleia a Campina Grande, no dia 04 deste mês.

Naquele dia 04, Gervásio esteve pessoalmente ao local de trabalho dos funcionários da Chesf, quando ouviu atentamente as impressões do Sindicato e dos trabalhadores da Companhia.

Na ocasião, ficou definido que o parlamentar, juntamente com o Sindicato, iria unir esforços para tentar barrar essa iniciativa do Governo Temer. A mobilização já rendeu bons frutos. Na mesma semana do encontro, diversos Governadores do Nordeste assinaram um manifesto contra a privatização, entre eles, Ricardo Coutinho.

FRENTE – Ontem (20), inclusive, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Gervásio Maia, recebeu o presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), deputado Luciano Nunes, para tratar da instalação da Frente Parlamentar do Nordeste em Defesa da Chesf.

De acordo com o Gervásio Maia, a Medida Provisória 579, do Governo Federal, que prevê a privatização da Companhia Hidroelétrica do São Francisco, põe em risco a soberania nacional. “A privatização da Chesf põe em risco o projeto do Rio São Francisco, que além da questão hídrica, tem uma função social e econômica para o Nordeste”, ressaltou o presidente da Assembleia.

A Frente Parlamentar do Nordeste em Defesa da Chesf prevê audiências públicas com a sociedade, reuniões com representantes do Governo Federal, debates com especialistas, técnicos e trabalhadores do setor, além de visitas técnicas às instalações da Companhia.

UNIÃO DE FORÇAS – O Stiupb e a Assembleia Legislativa do Estado irão unir esforços para realizar um grande encontro em nível de Nordeste, (em data e Estado a serem definidos), com o objetivo de aumentar essa luta contra a privatização da Eletrobras. Espera-se, com isso, obter apoio de mais governadores da região nordestina.