Itália investiga roubo de relíquias com sangue do Papa João Paulo II

sanguePapaAs autoridades italianas estão investigando o roubo de algumas relíquias com sangue do Papa João Paulo II que foram roubadas do Santuário de Montecastello, no norte da Itália, informaram nesta quarta-feira (25) fontes do templo à agência de notícias Efe.
O crime ocorreu na passada semana, mas a notícia só foi divulgada hoje. As primeiras suspeitas indicam que os ladrões se passaram por turistas e roubaram os itens pouco antes do encerramento do expediente da igreja.
O padre do Santuário de Montecastello, Giuseppe Mattanza, disse que este é um fato “muito sério” e pediu que os ladrões devolvam o que roubaram, mesmo que anonimamente, segundo jornais locais.
As peças foram roubadas junto com fragmentos de ossos do presbítero polonês Jerzy Popieluszko que ficavam no altar. As relíquias de João Paulo II e de Popieluszko foram doadas ao santuário em 2014 pelo cardeal da Cracóvia, Stanislaw Dziwisz.
G1

sanguePapaAs autoridades italianas estão investigando o roubo de algumas relíquias com sangue do Papa João Paulo II que foram roubadas do Santuário de Montecastello, no norte da Itália, informaram nesta quarta-feira (25) fontes do templo à agência de notícias Efe.
O crime ocorreu na passada semana, mas a notícia só foi divulgada hoje. As primeiras suspeitas indicam que os ladrões se passaram por turistas e roubaram os itens pouco antes do encerramento do expediente da igreja.
O padre do Santuário de Montecastello, Giuseppe Mattanza, disse que este é um fato “muito sério” e pediu que os ladrões devolvam o que roubaram, mesmo que anonimamente, segundo jornais locais.
As peças foram roubadas junto com fragmentos de ossos do presbítero polonês Jerzy Popieluszko que ficavam no altar. As relíquias de João Paulo II e de Popieluszko foram doadas ao santuário em 2014 pelo cardeal da Cracóvia, Stanislaw Dziwisz.
G1