Autor de ataque pede bandeira do Estado Islâmico em hospital; Trump defende pena de morte

pMorteO presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu na quarta-feira (1º) que Sayfullo Saipov, autor do atentado que deixou oito mortos em Nova York, seja condenado à morte. Ferido por policiais logo após o ataque, ele está sob custódia da polícia no hospital.
Quando foi interrogado pela 1ª vez, o uzbeque de 29 anos não mostrou nenhum remorso pelo ataque que teria realizado e pediu que se colocasse em seu quarto uma bandeira do grupo terrorista Estado Islâmico.
“O terrorista de Nova York estava feliz quando pediu para pendurar a bandeira do EI em seu quarto do hospital. Matou oito pessoas, deixou 12 gravemente feridas. Deveria receber a pena de morte!”, disse Trump, em mensagem no Twitter.

Na tarde de terça-feira (31), ele usou um caminhão para invadir uma ciclovia no sul de Manhattan para atropelar diversas pessoas. Além dos oito mortos, 12 pessoas ficaram feridas.

G1

pMorteO presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu na quarta-feira (1º) que Sayfullo Saipov, autor do atentado que deixou oito mortos em Nova York, seja condenado à morte. Ferido por policiais logo após o ataque, ele está sob custódia da polícia no hospital.
Quando foi interrogado pela 1ª vez, o uzbeque de 29 anos não mostrou nenhum remorso pelo ataque que teria realizado e pediu que se colocasse em seu quarto uma bandeira do grupo terrorista Estado Islâmico.
“O terrorista de Nova York estava feliz quando pediu para pendurar a bandeira do EI em seu quarto do hospital. Matou oito pessoas, deixou 12 gravemente feridas. Deveria receber a pena de morte!”, disse Trump, em mensagem no Twitter.

Na tarde de terça-feira (31), ele usou um caminhão para invadir uma ciclovia no sul de Manhattan para atropelar diversas pessoas. Além dos oito mortos, 12 pessoas ficaram feridas.

G1