Grêmio é finalista da Libertadores mesmo com derrota em casa para Barcelona-EQU

O Grêmio é finalista da Copa Libertadores da América e decidir o título com o Lanus da Argentina, depois de eliminar o Barcelona de Guaiaquil (Equador) em Porto Alegre, na noite desta quarta-feira (1º), mesmo perdendo por 1×0, gol da Jonatan Alvez, aos 32 min do 1º tempo. Os gaúchos já venceram o torneio continental em 1983 (ano em que foi também campeão mundial) e 1995.

A vitória sobre o Barcelona no Equador, por 3 a 0, foi determinante para a conquista da vaga de finalista no jogo da volta, na Arena Grêmio, já que a equipe dirigida pelo técnico Renato Gaúcho soube tirou partido da vantagem de poder perder até por 2×0. O time equatoriano venceu mas não ameaçou a vantagem gremista, que administrou o resultado até o apito final.

O Lanus, adversário do Grêmio na final, eliminou, nessa terça-feira (31), outro time argentino, o River Plate, que jogava pelo empate, ao vencer a semifinal por 4×2, depois de estar perdendo por 2×0. No primeiro jogo, no Estádio Monumental de Nuñez, na capital argentina, o River venceu por 1×0.

Copa Sul-Americana

Pela Copa Sul-Americana, Flamengo e Fluminense jogaram nesta quarta-feira, no Maracanã. O resultado de 3×3 classificou o Flamengo para a semifinal, que será disputada contra o vencedor do confronto entre Junior Barranquilla e Sport Recife, na Colômbia, nesta quinta-feira. Na primeira partida, no Recife, o Junior venceu por 2×0 e joga agora pelo empate.
No outro jogo desta quarta-feira pela semifinal da Sul-Americana, Racing Club, da Argentina, e Libertad, do Paraguai, se enfrentaram em Buenos Aires. Com o resultado de 0 x 0, o Libertad, que venceu em Assunção por 1×0, está classificado para a semifinal, em que vai enfrentar o vencedor da disputa entre Nacional PAR e Independiente ARG, que jogam nesta quinta-feira. A vantagem é do Independiente, que venceu o primeiro jogo por 4×1, em Assunção, e agora, em casa, pode empatar ou mesmo perder até por 2×0 para garantir presença na semifinal.
Agência Brasil

O Grêmio é finalista da Copa Libertadores da América e decidir o título com o Lanus da Argentina, depois de eliminar o Barcelona de Guaiaquil (Equador) em Porto Alegre, na noite desta quarta-feira (1º), mesmo perdendo por 1×0, gol da Jonatan Alvez, aos 32 min do 1º tempo. Os gaúchos já venceram o torneio continental em 1983 (ano em que foi também campeão mundial) e 1995.

A vitória sobre o Barcelona no Equador, por 3 a 0, foi determinante para a conquista da vaga de finalista no jogo da volta, na Arena Grêmio, já que a equipe dirigida pelo técnico Renato Gaúcho soube tirou partido da vantagem de poder perder até por 2×0. O time equatoriano venceu mas não ameaçou a vantagem gremista, que administrou o resultado até o apito final.

O Lanus, adversário do Grêmio na final, eliminou, nessa terça-feira (31), outro time argentino, o River Plate, que jogava pelo empate, ao vencer a semifinal por 4×2, depois de estar perdendo por 2×0. No primeiro jogo, no Estádio Monumental de Nuñez, na capital argentina, o River venceu por 1×0.

Copa Sul-Americana

Pela Copa Sul-Americana, Flamengo e Fluminense jogaram nesta quarta-feira, no Maracanã. O resultado de 3×3 classificou o Flamengo para a semifinal, que será disputada contra o vencedor do confronto entre Junior Barranquilla e Sport Recife, na Colômbia, nesta quinta-feira. Na primeira partida, no Recife, o Junior venceu por 2×0 e joga agora pelo empate.
No outro jogo desta quarta-feira pela semifinal da Sul-Americana, Racing Club, da Argentina, e Libertad, do Paraguai, se enfrentaram em Buenos Aires. Com o resultado de 0 x 0, o Libertad, que venceu em Assunção por 1×0, está classificado para a semifinal, em que vai enfrentar o vencedor da disputa entre Nacional PAR e Independiente ARG, que jogam nesta quinta-feira. A vantagem é do Independiente, que venceu o primeiro jogo por 4×1, em Assunção, e agora, em casa, pode empatar ou mesmo perder até por 2×0 para garantir presença na semifinal.
Agência Brasil