Florianópolis é a pior cidade para se dirigir no Brasil, segundo pesquisa

piorFlorianópolis é a pior cidade brasileira para se dirigir, segundo o Índice de Satisfação dos Motoristas, pesquisa do aplicativo Waze, divulgado nesta sexta-feira (3). A capital catarinense tirou nota 3,98, sendo 10 a avaliação máxima.
A pesquisa leva em conta, além da frequência dos congestionamentos, a segurança das vias (com o número de acidentes), qualidade da infraestrutura, os serviços ao motorista (como postos de gasolina e estacionamento), fatores econômicos, acesso a carros e preço dos combustíveis, e a qualidade da rede de pessoas que usam o aplicativo na cidade.
As outras cidades tidas como as piores do Brasil para se dirigir são Manaus, com nota 4,21, João Pessoa, com 4,58, Belém, com 4,66, e Vitória, com 4,75. A melhor é Atibaia, no interior de São Paulo, que obteve nota 7,47.
Entre os países, os que tiraram as notas mais baixas foram Filipinas, com 3,02, República Dominicana, com 3,35, El Salvador, com 3,56, Indonésia, com 3,71, e Rússia, com 3,78.
Por outro lado, os países que tiraram as melhores notas foram Holanda, com 7,90, França, com 7,85, Estados Unidos, com 7,55, República Tcheca, com 7,49, e Bélgica, com 7,41.
G1

piorFlorianópolis é a pior cidade brasileira para se dirigir, segundo o Índice de Satisfação dos Motoristas, pesquisa do aplicativo Waze, divulgado nesta sexta-feira (3). A capital catarinense tirou nota 3,98, sendo 10 a avaliação máxima.
A pesquisa leva em conta, além da frequência dos congestionamentos, a segurança das vias (com o número de acidentes), qualidade da infraestrutura, os serviços ao motorista (como postos de gasolina e estacionamento), fatores econômicos, acesso a carros e preço dos combustíveis, e a qualidade da rede de pessoas que usam o aplicativo na cidade.
As outras cidades tidas como as piores do Brasil para se dirigir são Manaus, com nota 4,21, João Pessoa, com 4,58, Belém, com 4,66, e Vitória, com 4,75. A melhor é Atibaia, no interior de São Paulo, que obteve nota 7,47.
Entre os países, os que tiraram as notas mais baixas foram Filipinas, com 3,02, República Dominicana, com 3,35, El Salvador, com 3,56, Indonésia, com 3,71, e Rússia, com 3,78.
Por outro lado, os países que tiraram as melhores notas foram Holanda, com 7,90, França, com 7,85, Estados Unidos, com 7,55, República Tcheca, com 7,49, e Bélgica, com 7,41.
G1