Filho e viúva de vereador Neguinho Boiadeiro acusam família Dantas do crime

bala1Familiares do vereador pela cidade de Batalha Adelmo Rodrigues de Melo, mais conhecido como “Neguinho Boiadeiro”, acusam a família Dantas pela morte do parlamentar, ocorrida no começo da tarde desta quinta-feira (9), após a vítima deixar a sessão ordinária da Câmara. As polícias Civil e Militar tentam assegurar a tranquilidade no município, em virtude da rivalidade política entre as famílias. O atentado também deixou uma pessoa ferida – o segurança do vereador, que é policial civil, foi baleado e socorrido ao Hospital Geral do Estado, em Maceió.
Preto Boiadeiro, filho da vítima, e Mércia Boiadeiro, viúva do vereador, afirmaram à Gazeta de Alagoas acreditarem que os integrantes da família Dantas são os responsáveis pela morte do parlamentar.
Segundo eles, informações sobre veículos circulando pelas ruas de Batalha – com seus ocupantes em atitude suspeita – se espalharam pelo município sertanejo nessa quarta-feira (08). Os familiares da vítima disseram, ainda, que não confiam nos trabalhos da polícia e Poder Judiciário alagoanos.
“Eu pedi que ele não fosse para a sessão de hoje da Câmara Municipal. A gente já tinha informações sobre estes carros ‘estranhos’ que estavam circulando por aqui. Infelizmente, o pior aconteceu”, desabafou Mércia Boiadeiro, acrescentando que, para toda a família, os principais suspeitos “são os Dantas”.
Indagado sobre as acusações da família Boiadeiro, a esposa do presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, deputado Luiz Dantas (PMDB), declarou que a família não comentaria os ataques. “Quem tem boca fala o quer”, rebateu ela, em contato com a Gazetaweb, ao ser informada sobre a declaração de filho e viúva do vereador.
Vídeos que circulam nas redes sociais apontam que a família Dantas foi retirada da cidade sob forte esquema de segurança, a fim de se evitar um “banho de sangue” em Batalha.
A Secretaria de Segurança Pública (SSP/AL), por sua vez, confirmou que o policiamento foi reforçado na região. Um balanço de todas as ações já realizadas após o crime de repercussão será apresentado à imprensa em breve.

Gazetaweb

bala1Familiares do vereador pela cidade de Batalha Adelmo Rodrigues de Melo, mais conhecido como “Neguinho Boiadeiro”, acusam a família Dantas pela morte do parlamentar, ocorrida no começo da tarde desta quinta-feira (9), após a vítima deixar a sessão ordinária da Câmara. As polícias Civil e Militar tentam assegurar a tranquilidade no município, em virtude da rivalidade política entre as famílias. O atentado também deixou uma pessoa ferida – o segurança do vereador, que é policial civil, foi baleado e socorrido ao Hospital Geral do Estado, em Maceió.
Preto Boiadeiro, filho da vítima, e Mércia Boiadeiro, viúva do vereador, afirmaram à Gazeta de Alagoas acreditarem que os integrantes da família Dantas são os responsáveis pela morte do parlamentar.
Segundo eles, informações sobre veículos circulando pelas ruas de Batalha – com seus ocupantes em atitude suspeita – se espalharam pelo município sertanejo nessa quarta-feira (08). Os familiares da vítima disseram, ainda, que não confiam nos trabalhos da polícia e Poder Judiciário alagoanos.
“Eu pedi que ele não fosse para a sessão de hoje da Câmara Municipal. A gente já tinha informações sobre estes carros ‘estranhos’ que estavam circulando por aqui. Infelizmente, o pior aconteceu”, desabafou Mércia Boiadeiro, acrescentando que, para toda a família, os principais suspeitos “são os Dantas”.
Indagado sobre as acusações da família Boiadeiro, a esposa do presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, deputado Luiz Dantas (PMDB), declarou que a família não comentaria os ataques. “Quem tem boca fala o quer”, rebateu ela, em contato com a Gazetaweb, ao ser informada sobre a declaração de filho e viúva do vereador.
Vídeos que circulam nas redes sociais apontam que a família Dantas foi retirada da cidade sob forte esquema de segurança, a fim de se evitar um “banho de sangue” em Batalha.
A Secretaria de Segurança Pública (SSP/AL), por sua vez, confirmou que o policiamento foi reforçado na região. Um balanço de todas as ações já realizadas após o crime de repercussão será apresentado à imprensa em breve.

Gazetaweb