Personalidades reafirmam importância do Museu Digital de Campina Grande

personaA inauguração do SESI Museu Digital de Campina Grande, ocorrida no dia 06, desta semana, foi prestigiada por diversas autoridades empresariais, políticas e representantes do Sistema Indústria brasileiro que, oportunamente, reafirmaram, numa visão institucional, a importância do equipamento instalado às margens do Açude Velho, para a cidade e para o Estado, sendo exemplo para o país.
O presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, Francisco de Assis Benevides Gadelha, explicou porque o SESI Museu Digital é tão importante. “A história é guardiã dos fatos, testemunha do passado, exemplo do presente e uma advertência para o futuro. Ao inaugurarmos o SESI Museu Digital de Campina Grande, resgatamos a história da cidade por meio da utilização de recursos tecnológicos e deixamos um importante legado para a cidade que, como sabemos, tem uma história audaciosa para contar as gerações futuras”, comentou.
Para o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, o museu vai contribuir com a educação. “O que a Federação das Indústrias da Paraíba fez, por meio do SESI, foi exatamente proporcionar à população de Campina Grande e seus visitantes, a oportunidade de conhecerem uma escola rica em cultura, arte, educação, trabalho e de sucesso. Este museu é extremamente importante e vai contribuir muito para que crianças, jovens e as pessoas, em geral, que estão iniciando a sua vida escolar e ainda não conhecem a história da cidade, tenham acesso aos fatos históricos principais deste município. Isso aqui é, realmente, uma inovação do Sistema Indústria e, sinceramente, acredito que se trata do primeiro, mas que este será de modelo para uma série outros, que poderão surgir nos diversos Estados brasileiros”, revelou.
Por sua vez, o presidente do Conselho Nacional do SESI, João Henrique de Almeida Sousa, explicou a razão de ter abraçado a ideia. “Quando conhecemos o projeto em Brasília, abraçamos a proposta por acreditar na força que este museu terá para a educação e cultura, assim como também para o turismo nesta cidade e neste Estado. Todos que visitarem o museu terão acesso à história da cidade, através de um equipamento de ponta, disponibilizando o acesso à inovação e tecnologia. E, como se sabe, o avanço tecnológico é uma realidade cada vez mais presente em todo o mundo. Este é o primeiro Museu Digital brasileiro instalado pelo SESI, contudo, como a busca da indústria por tecnologia é permanente, por isso concordo que, de fato, este é um modelo-piloto que poderá ser replicado por vários outros Estados”, reafirmou.
Já para o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues Veiga, um dos principais responsáveis pela conquista, admitiu que uma parceria somente é boa quando, por meio dela, é possível beneficiar as pessoas que mais precisam. “Nós temos que avançar e evoluir, principalmente quando se trata de construir parceria com credibilidade a exemplo do que ocorre com o Sistema S, por meio SESI e a própria FIEP que possuem muito bem essa credibilidade. Essa parceria que a prefeitura de Campina Grande faz não é a primeira e, certamente, outras parcerias iremos fazer com a Federação das Indústrias, uma vez que essas parcerias visam trazer mais benefícios para nossa cidade. Esse é um espaço construído pela prefeitura, comemorando os 150 anos da cidade e que agora, abriga o Museu Digital que vem reforçar os dois aspectos principais que destacam bem Campina Grande no Brasil e no Mundo o setor tecnológico, muito bem materializado nesse lugar e também o Maior São João do Mundo, que, aliás, também está sendo contado aqui em verso e prosa. Portanto isso aqui é tudo de bom porque rememora a nossa história e faz um link com o nosso futuro, porque esse é um equipamento de ponta para o Brasil e para o mundo. Atualmente, vivemos um período em que, cada vez mais, se busca as Parcerias público-privadas como alternativas à crise econômica instalada em nosso país. Então temos buscado as PPPs, a fim de levar mais serviços de qualidade à população, inclusive com ações sociais, a exemplo do que ocorrerá aqui, onde os alunos da Rede Pública de Ensino terão acesso gratuito ao museu, mediante agendamento escolar e, certamente, isso irá contribuir bastante com a boa formação das nossas crianças. Por fim, admitimos que uma parceria somente é boa quando, por meio dela, é possível beneficiar as pessoas que mais precisam”, disse.
Para o empresário e diretor da FIEP, Roberto Cavalcante, trata-se de mais um marco histórico. “Estou surpreso e muito feliz por tudo o que vejo no SESI Museu Digital. Este equipamento belíssimo chega para oferecer ao povo de Campina Grande e da Paraíba a oportunidade de conhecer melhor a História desta cidade. Este é um marco a histórico também para o SESI que, a partir de agora, presenteia o município com esse equipamento fantástico que, ao retratar o passado, também oportuniza as pessoas a chance de se manterem atualizadas, com uma visão de futuro, por meio da tecnologia, aqui tão bem representada”, comentou.
Por fim, o superintendente do SESI/PB, Sérgio Alencar, falou sobre a importância do SESI Museu Digital para a instituição. “Representa uma das mais importantes ações da instituição em 2017, porque este museu de fato tem uma perspectiva moderna, não só do ponto de vista estratégico, quando a gente se posiciona na questão cultural, mas, sobretudo, como um marco na história de Campina Grande e da Paraíba, uma vez que a concepção deste lugar é extremamente moderna que vai desde de uma arquitetura altamente arrojada, até os equipamentos audiovisuais que nós disponibilizamos aqui, para que possamos oferecer a possibilidade de Campina Grande fazer da melhor forma, a fusão do passado com o moderno. Eu diria que este museu está para Campina Grande e para a Paraíba, como o Museu do Amanhã está para o Rio de Janeiro e outros museus de grande porte, do ponto de vista de tecnologia estão para diversas outras cidades no mundo”, concluiu.

personaA inauguração do SESI Museu Digital de Campina Grande, ocorrida no dia 06, desta semana, foi prestigiada por diversas autoridades empresariais, políticas e representantes do Sistema Indústria brasileiro que, oportunamente, reafirmaram, numa visão institucional, a importância do equipamento instalado às margens do Açude Velho, para a cidade e para o Estado, sendo exemplo para o país.
O presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, Francisco de Assis Benevides Gadelha, explicou porque o SESI Museu Digital é tão importante. “A história é guardiã dos fatos, testemunha do passado, exemplo do presente e uma advertência para o futuro. Ao inaugurarmos o SESI Museu Digital de Campina Grande, resgatamos a história da cidade por meio da utilização de recursos tecnológicos e deixamos um importante legado para a cidade que, como sabemos, tem uma história audaciosa para contar as gerações futuras”, comentou.
Para o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, o museu vai contribuir com a educação. “O que a Federação das Indústrias da Paraíba fez, por meio do SESI, foi exatamente proporcionar à população de Campina Grande e seus visitantes, a oportunidade de conhecerem uma escola rica em cultura, arte, educação, trabalho e de sucesso. Este museu é extremamente importante e vai contribuir muito para que crianças, jovens e as pessoas, em geral, que estão iniciando a sua vida escolar e ainda não conhecem a história da cidade, tenham acesso aos fatos históricos principais deste município. Isso aqui é, realmente, uma inovação do Sistema Indústria e, sinceramente, acredito que se trata do primeiro, mas que este será de modelo para uma série outros, que poderão surgir nos diversos Estados brasileiros”, revelou.
Por sua vez, o presidente do Conselho Nacional do SESI, João Henrique de Almeida Sousa, explicou a razão de ter abraçado a ideia. “Quando conhecemos o projeto em Brasília, abraçamos a proposta por acreditar na força que este museu terá para a educação e cultura, assim como também para o turismo nesta cidade e neste Estado. Todos que visitarem o museu terão acesso à história da cidade, através de um equipamento de ponta, disponibilizando o acesso à inovação e tecnologia. E, como se sabe, o avanço tecnológico é uma realidade cada vez mais presente em todo o mundo. Este é o primeiro Museu Digital brasileiro instalado pelo SESI, contudo, como a busca da indústria por tecnologia é permanente, por isso concordo que, de fato, este é um modelo-piloto que poderá ser replicado por vários outros Estados”, reafirmou.
Já para o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues Veiga, um dos principais responsáveis pela conquista, admitiu que uma parceria somente é boa quando, por meio dela, é possível beneficiar as pessoas que mais precisam. “Nós temos que avançar e evoluir, principalmente quando se trata de construir parceria com credibilidade a exemplo do que ocorre com o Sistema S, por meio SESI e a própria FIEP que possuem muito bem essa credibilidade. Essa parceria que a prefeitura de Campina Grande faz não é a primeira e, certamente, outras parcerias iremos fazer com a Federação das Indústrias, uma vez que essas parcerias visam trazer mais benefícios para nossa cidade. Esse é um espaço construído pela prefeitura, comemorando os 150 anos da cidade e que agora, abriga o Museu Digital que vem reforçar os dois aspectos principais que destacam bem Campina Grande no Brasil e no Mundo o setor tecnológico, muito bem materializado nesse lugar e também o Maior São João do Mundo, que, aliás, também está sendo contado aqui em verso e prosa. Portanto isso aqui é tudo de bom porque rememora a nossa história e faz um link com o nosso futuro, porque esse é um equipamento de ponta para o Brasil e para o mundo. Atualmente, vivemos um período em que, cada vez mais, se busca as Parcerias público-privadas como alternativas à crise econômica instalada em nosso país. Então temos buscado as PPPs, a fim de levar mais serviços de qualidade à população, inclusive com ações sociais, a exemplo do que ocorrerá aqui, onde os alunos da Rede Pública de Ensino terão acesso gratuito ao museu, mediante agendamento escolar e, certamente, isso irá contribuir bastante com a boa formação das nossas crianças. Por fim, admitimos que uma parceria somente é boa quando, por meio dela, é possível beneficiar as pessoas que mais precisam”, disse.
Para o empresário e diretor da FIEP, Roberto Cavalcante, trata-se de mais um marco histórico. “Estou surpreso e muito feliz por tudo o que vejo no SESI Museu Digital. Este equipamento belíssimo chega para oferecer ao povo de Campina Grande e da Paraíba a oportunidade de conhecer melhor a História desta cidade. Este é um marco a histórico também para o SESI que, a partir de agora, presenteia o município com esse equipamento fantástico que, ao retratar o passado, também oportuniza as pessoas a chance de se manterem atualizadas, com uma visão de futuro, por meio da tecnologia, aqui tão bem representada”, comentou.
Por fim, o superintendente do SESI/PB, Sérgio Alencar, falou sobre a importância do SESI Museu Digital para a instituição. “Representa uma das mais importantes ações da instituição em 2017, porque este museu de fato tem uma perspectiva moderna, não só do ponto de vista estratégico, quando a gente se posiciona na questão cultural, mas, sobretudo, como um marco na história de Campina Grande e da Paraíba, uma vez que a concepção deste lugar é extremamente moderna que vai desde de uma arquitetura altamente arrojada, até os equipamentos audiovisuais que nós disponibilizamos aqui, para que possamos oferecer a possibilidade de Campina Grande fazer da melhor forma, a fusão do passado com o moderno. Eu diria que este museu está para Campina Grande e para a Paraíba, como o Museu do Amanhã está para o Rio de Janeiro e outros museus de grande porte, do ponto de vista de tecnologia estão para diversas outras cidades no mundo”, concluiu.