Campina Grande vai ganhar o seu primeiro Museu Ferroviário

Foi aprovado na Câmara Municipal de Campina Grande o projeto de lei de número 163/2017, propondo a instituição do primeiro Museu Ferroviário de Campina Grande a ser instalado na Estação Ferroviária de Galante, e contará a história do Município, do Distrito, sua gente, seus fundadores, seu desenvolvimento e a sua contribuição à Campina Grande, e ao Estado da Paraíba, ao longo dos anos.

A propositura é de autoria do vereador Márcio Melo Rodrigues (PSDC) que apresentou a propositura no Poder Legislativo. O museu funcionará na antiga Estação de Ferroviária de Galante, através de dotação própria por parte do Município que poderá buscar recursos junto à iniciativa privada e aos Governos do Estado e Federal para a sua instalação.
Apoio da Unifacisa

Márcio Rodrigues esteve participando de reunião com o diretor da Unifacisa, Dalton Gadelha, sobre a instalação do Museu no Distrito de Galante, e há grandes perspectivas de que o empreendimento venha a funcionar através de parceria entre a Prefeitura Municipal de Campina Grande e o Centro Universitário Unifacisa. Inclusive, está marcada outra reunião, desta feita com o prefeito Romero Rodrigues e os dirigentes da Unifacisa, na próxima semana, para tratar do assunto.

O Centro Universitário Unifacisa começou sua história em 1999 com a fundação da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e desde os primeiros passos adotou como marca o compromisso com a educação de qualidade, representada por uma política pedagógica moderna e pela atualização curricular em sintonia com as exigências do mercado. Com um quadro de professores formado em sua maioria por mestres e doutores, o Centro Universitário amplia a cada ano a oferta de cursos com base nas carências regionais para a formação em nível superior.

A Unifacisa figura no seleto grupo das 5% mais bem conceituadas Instituições de Ensino Superior do Brasil, de acordo com dados do MEC. Atualmente é avaliado como o melhor Centro Universitário do Norte-Nordeste, sobretudo devido a uma administração com foco em qualidade educacional.

Neste contexto, a Unifacisa, juntamente com a FCM-CG e a Esac fazem parte de um conglomerado de empresas voltadas para as áreas de educação, cultura, saúde e desenvolvimento social. Integram o grupo uma emissora de televisão, um teatro, três clínicas-escola, um centro de treinamento em aviação e a premiada Fundação Pedro Américo, propulsora de diversos investimentos sociais realizados em conjunto com o Centro Universitário.

Foi aprovado na Câmara Municipal de Campina Grande o projeto de lei de número 163/2017, propondo a instituição do primeiro Museu Ferroviário de Campina Grande a ser instalado na Estação Ferroviária de Galante, e contará a história do Município, do Distrito, sua gente, seus fundadores, seu desenvolvimento e a sua contribuição à Campina Grande, e ao Estado da Paraíba, ao longo dos anos.

A propositura é de autoria do vereador Márcio Melo Rodrigues (PSDC) que apresentou a propositura no Poder Legislativo. O museu funcionará na antiga Estação de Ferroviária de Galante, através de dotação própria por parte do Município que poderá buscar recursos junto à iniciativa privada e aos Governos do Estado e Federal para a sua instalação.
Apoio da Unifacisa

Márcio Rodrigues esteve participando de reunião com o diretor da Unifacisa, Dalton Gadelha, sobre a instalação do Museu no Distrito de Galante, e há grandes perspectivas de que o empreendimento venha a funcionar através de parceria entre a Prefeitura Municipal de Campina Grande e o Centro Universitário Unifacisa. Inclusive, está marcada outra reunião, desta feita com o prefeito Romero Rodrigues e os dirigentes da Unifacisa, na próxima semana, para tratar do assunto.

O Centro Universitário Unifacisa começou sua história em 1999 com a fundação da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e desde os primeiros passos adotou como marca o compromisso com a educação de qualidade, representada por uma política pedagógica moderna e pela atualização curricular em sintonia com as exigências do mercado. Com um quadro de professores formado em sua maioria por mestres e doutores, o Centro Universitário amplia a cada ano a oferta de cursos com base nas carências regionais para a formação em nível superior.

A Unifacisa figura no seleto grupo das 5% mais bem conceituadas Instituições de Ensino Superior do Brasil, de acordo com dados do MEC. Atualmente é avaliado como o melhor Centro Universitário do Norte-Nordeste, sobretudo devido a uma administração com foco em qualidade educacional.

Neste contexto, a Unifacisa, juntamente com a FCM-CG e a Esac fazem parte de um conglomerado de empresas voltadas para as áreas de educação, cultura, saúde e desenvolvimento social. Integram o grupo uma emissora de televisão, um teatro, três clínicas-escola, um centro de treinamento em aviação e a premiada Fundação Pedro Américo, propulsora de diversos investimentos sociais realizados em conjunto com o Centro Universitário.