Homem é morto a tiros na frente de crianças em Campina Grande

Em menos de sete horas, duas pessoa foram assassinadas em Campina Grande. O último crime aconteceu durante a noite desta quinta-feira (16). Um homem de 19 anos foi morto a tiros na frente de dezenas de crianças.

O assassinato foi praticado próximo a um parque de diversões, no bairro Malvinas, em Campina Grande, no Agreste paraibano, na noite desta quinta-feira (16). Franklin Emanuel Costa Amorim estava de moto e foi perseguido por homens que estavam em um carro. No local do crime, outro homem ficou ferido por um tiro.

Segundo a Polícia Militar, os suspeitos bateram o carro na moto em que Franklin estava e depois que ele caiu, os homens saíram do veículo e começaram a atirar. O tio da vítima, Oliveira Martins, disse que Franklin estava indo para uma igreja quando foi morto. A vítima é filho de um policial militar e já teria cumprido uma medida socioeducativa durante um ano, no Lar do Garoto, em Lagoa Seca.

Apesar da medida socioeducativa que foi cumprida, a família não soube informar se o jovem havia sido ameaçado. Na rua onde o crime ocorreu, marcas de tiros ficaram nas paredes das casas. Um homem que vendia churrasco próximo ao local foi ferido por um tiro no ombro. Ele foi socorrido e levado para o Hospital de Trauma de Campina Grande. A Polícia Civil está investigando o caso.

No começo da tarde um vendedor de picolé foi assassinado com cinco tiros na cidade. O crime aconteceu na rua Juscelino Kubitschek, no bairro Rosa Cruz, em Campina Grande.

Segundo informações da polícia, o jovem de 21 anos foi identificado como sendo Yuri Batista. Moradores da localidade chegaram a acionar uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Segundo o delegado de homicídios Francisco de Assis, a polícia acredita que houve uma execução. Até o começo desta sexta-feira, a polícia ainda não tinha informações da autoria do crime.
PBagora

Em menos de sete horas, duas pessoa foram assassinadas em Campina Grande. O último crime aconteceu durante a noite desta quinta-feira (16). Um homem de 19 anos foi morto a tiros na frente de dezenas de crianças.

O assassinato foi praticado próximo a um parque de diversões, no bairro Malvinas, em Campina Grande, no Agreste paraibano, na noite desta quinta-feira (16). Franklin Emanuel Costa Amorim estava de moto e foi perseguido por homens que estavam em um carro. No local do crime, outro homem ficou ferido por um tiro.

Segundo a Polícia Militar, os suspeitos bateram o carro na moto em que Franklin estava e depois que ele caiu, os homens saíram do veículo e começaram a atirar. O tio da vítima, Oliveira Martins, disse que Franklin estava indo para uma igreja quando foi morto. A vítima é filho de um policial militar e já teria cumprido uma medida socioeducativa durante um ano, no Lar do Garoto, em Lagoa Seca.

Apesar da medida socioeducativa que foi cumprida, a família não soube informar se o jovem havia sido ameaçado. Na rua onde o crime ocorreu, marcas de tiros ficaram nas paredes das casas. Um homem que vendia churrasco próximo ao local foi ferido por um tiro no ombro. Ele foi socorrido e levado para o Hospital de Trauma de Campina Grande. A Polícia Civil está investigando o caso.

No começo da tarde um vendedor de picolé foi assassinado com cinco tiros na cidade. O crime aconteceu na rua Juscelino Kubitschek, no bairro Rosa Cruz, em Campina Grande.

Segundo informações da polícia, o jovem de 21 anos foi identificado como sendo Yuri Batista. Moradores da localidade chegaram a acionar uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Segundo o delegado de homicídios Francisco de Assis, a polícia acredita que houve uma execução. Até o começo desta sexta-feira, a polícia ainda não tinha informações da autoria do crime.
PBagora