Flu vence e se livra do rebaixamento

Um primeiro tempo ruim, uma segunda etapa mais interessante e um confronto direto. A tarde deste feriado no Rio de Janeiro teve o embate na luta contra o rebaixamento. Com a vitória do Fluminense e todos os gols no segundo tempo, o Tricolor garantiu presença na Série A do ano que vem. Já o time de Campinas segue no Z-4 e vai ter um confronto direto na próxima rodada para tentar se livrar do rebaixamento.

PRIMEIRO TEMPO
Um jogo ruim no Maracanã deu o tom dos primeiros 45 minutos da partida. A retranca da Ponte Preta deu resultado na etapa inicial e quase não cedeu espaços para o Fluminense. Com a expulsão de Naldo, o ferrolho da Macaca ficou ainda mais intenso e o Tricolor abusava das jogadas aéreas para tentar furar a defesa, mas não deu certo. Pelo menos não na etapa inicial.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo foi mais aberto, com chances mais claras e os dois gols marcados pelo Fluminense. Aproveitando-se de ter um jogador a mais durante toda a segunda etapa, Abel tirou um volante e colocou um atacante. Deu certo. O Flu foi mais perigoso, ameaçou mais e mereceu os dois gols marcados. Apesar dos gols, a Ponte chegou a ameaçar, mas poucas vezes, se comparar com o perigo que o Tricolor gerou ao gol de Aranha.

EXPULSÃO CURIOSA
Aos 30 do primeiro tempo, Naldo recebeu dois cartões amarelos por causa de duas faltas cometidas sem que a bola saísse e foi expulso. Anderson Daronco alegou que o jogador da Ponte deu carrinho em Henrique e logo depois deu outro em Sornoza. Acontece que Naldo não encostou no zagueiro do Flu, mas o juiz deu amarelo para os dois lances mesmo assim.

ARANHA INSPIRADO
Por mais que tenha sofrido dois gols na derrota desta tarde, Aranha fez grandes defesas e evitou que o revés da Macaca fosse ainda maior. A mais impressionante delas foi após grande jogada de Henrique Dourado, que tabelou com Marcos Junior, passou por dois jogadores e obrigou o goleiro a se esticar todo e mandar a bola para escanteio.

FLU NA SÉRIE A 2018
Com a vitória por 2 a 0, o Fluminense acaba de vez com qualquer possibilidade de rebaixamento para a segunda divisão do ano que vem. O Tricolor chegou a 46 pontos e não corre mais riscos de ser alcançado pela própria Ponte Preta, que está com 39. Ainda faltam duas rodadas para o fim do Brasileirão

PONTE NA LUTA
A derrota da Macaca fez com que o próximo jogo, diante do Vitória, no Moisés Lucarelli, seja praticamente de vida ou morte. O resultado deixou a Ponte com 39 pontos, enquanto o Rubro-Negro baiano tem 40 e é o primeiro fora da zona de rebaixamento. Sport e Avaí completam o Z-4 e se o time catarinense vencer o Palmeiras empata com os outros clubes no número de pontos.

E AGORA?
O Fluminense vai receber o Sport em casa e depois ir até Goiânia enfrentar o já rebaixado Atlético-GO. Para o Tricolor, a possibilidade de Libertadores é pequena e depende do título de um dos brasileiros na Libertadores ou Sul-Americana.

A Ponte ainda tem o confronto direto contra o Vitória, em casa, e fecha a participação na Série A neste ano contra o Vasco, em São Januário. A Macaca precisa vencer o Rubro-Negro baiano para dar um respiro na competição, escapar do Z-4 e entrar na rodada final fora da zona de rebaixamento.

Globo Esporte

Um primeiro tempo ruim, uma segunda etapa mais interessante e um confronto direto. A tarde deste feriado no Rio de Janeiro teve o embate na luta contra o rebaixamento. Com a vitória do Fluminense e todos os gols no segundo tempo, o Tricolor garantiu presença na Série A do ano que vem. Já o time de Campinas segue no Z-4 e vai ter um confronto direto na próxima rodada para tentar se livrar do rebaixamento.

PRIMEIRO TEMPO
Um jogo ruim no Maracanã deu o tom dos primeiros 45 minutos da partida. A retranca da Ponte Preta deu resultado na etapa inicial e quase não cedeu espaços para o Fluminense. Com a expulsão de Naldo, o ferrolho da Macaca ficou ainda mais intenso e o Tricolor abusava das jogadas aéreas para tentar furar a defesa, mas não deu certo. Pelo menos não na etapa inicial.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo foi mais aberto, com chances mais claras e os dois gols marcados pelo Fluminense. Aproveitando-se de ter um jogador a mais durante toda a segunda etapa, Abel tirou um volante e colocou um atacante. Deu certo. O Flu foi mais perigoso, ameaçou mais e mereceu os dois gols marcados. Apesar dos gols, a Ponte chegou a ameaçar, mas poucas vezes, se comparar com o perigo que o Tricolor gerou ao gol de Aranha.

EXPULSÃO CURIOSA
Aos 30 do primeiro tempo, Naldo recebeu dois cartões amarelos por causa de duas faltas cometidas sem que a bola saísse e foi expulso. Anderson Daronco alegou que o jogador da Ponte deu carrinho em Henrique e logo depois deu outro em Sornoza. Acontece que Naldo não encostou no zagueiro do Flu, mas o juiz deu amarelo para os dois lances mesmo assim.

ARANHA INSPIRADO
Por mais que tenha sofrido dois gols na derrota desta tarde, Aranha fez grandes defesas e evitou que o revés da Macaca fosse ainda maior. A mais impressionante delas foi após grande jogada de Henrique Dourado, que tabelou com Marcos Junior, passou por dois jogadores e obrigou o goleiro a se esticar todo e mandar a bola para escanteio.

FLU NA SÉRIE A 2018
Com a vitória por 2 a 0, o Fluminense acaba de vez com qualquer possibilidade de rebaixamento para a segunda divisão do ano que vem. O Tricolor chegou a 46 pontos e não corre mais riscos de ser alcançado pela própria Ponte Preta, que está com 39. Ainda faltam duas rodadas para o fim do Brasileirão

PONTE NA LUTA
A derrota da Macaca fez com que o próximo jogo, diante do Vitória, no Moisés Lucarelli, seja praticamente de vida ou morte. O resultado deixou a Ponte com 39 pontos, enquanto o Rubro-Negro baiano tem 40 e é o primeiro fora da zona de rebaixamento. Sport e Avaí completam o Z-4 e se o time catarinense vencer o Palmeiras empata com os outros clubes no número de pontos.

E AGORA?
O Fluminense vai receber o Sport em casa e depois ir até Goiânia enfrentar o já rebaixado Atlético-GO. Para o Tricolor, a possibilidade de Libertadores é pequena e depende do título de um dos brasileiros na Libertadores ou Sul-Americana.

A Ponte ainda tem o confronto direto contra o Vitória, em casa, e fecha a participação na Série A neste ano contra o Vasco, em São Januário. A Macaca precisa vencer o Rubro-Negro baiano para dar um respiro na competição, escapar do Z-4 e entrar na rodada final fora da zona de rebaixamento.

Globo Esporte