‘Pirâmide’ misteriosa é encontrada no fundo do Pacífico com ajuda do Google Earth

Um estranho objeto no fundo do Oceano Pacífico, descoberto graças ao Google Earth, tem gerado um acalorado debate na internet. Para alguns, trata-se dos restos da mítica Atlântida; para outros, de vestígios de uma construção maia ou asteca. Ou seria um indício de inteligências extraterrestres?
O pesquisador ufólogo Scott Waring acredita que o objeto fotografado é “uma pirâmide perfeita medindo mais de 14 km de cada lado de sua base”, segundo relata o jornal The Daily Express.

“É uma estimativa conservadora, pode chegar a 18 km”, acrescenta Waring.
De acordo com ele, a construção pode ser obra de uma civilização antiga ou alienígena.
Waring diz ainda que se trata da “maior pirâmide jamais descoberta” e observa que o achado se encontra perto do México e de suas antigas pirâmides maias e astecas.
Quem descobriu a “pirâmide”, entretanto, foi o internauta argentino Marcelo Irazusta, que garante, em um vídeo publicado no YouTube, ter descoberto um vestígio de arquitetura extraterrestre. Igazusta destaca, particularmente, o “brilho intenso” do objeto, e diz que seu comprimento seria de 5 km.
Muitos internautas sugerem ainda que a descoberta pode ser o fim da busca pela mítica ilha perdida de Atlântida, descrita nos textos do filósofo grego Platão.
O que quer que seja, porém (talvez apenas uma montanha submarina, como querem os mais céticos), nem o Google Earth pode ainda dizer.

VEJA O VIDEO

Br.sputniknews.com

Um estranho objeto no fundo do Oceano Pacífico, descoberto graças ao Google Earth, tem gerado um acalorado debate na internet. Para alguns, trata-se dos restos da mítica Atlântida; para outros, de vestígios de uma construção maia ou asteca. Ou seria um indício de inteligências extraterrestres?
O pesquisador ufólogo Scott Waring acredita que o objeto fotografado é “uma pirâmide perfeita medindo mais de 14 km de cada lado de sua base”, segundo relata o jornal The Daily Express.

“É uma estimativa conservadora, pode chegar a 18 km”, acrescenta Waring.
De acordo com ele, a construção pode ser obra de uma civilização antiga ou alienígena.
Waring diz ainda que se trata da “maior pirâmide jamais descoberta” e observa que o achado se encontra perto do México e de suas antigas pirâmides maias e astecas.
Quem descobriu a “pirâmide”, entretanto, foi o internauta argentino Marcelo Irazusta, que garante, em um vídeo publicado no YouTube, ter descoberto um vestígio de arquitetura extraterrestre. Igazusta destaca, particularmente, o “brilho intenso” do objeto, e diz que seu comprimento seria de 5 km.
Muitos internautas sugerem ainda que a descoberta pode ser o fim da busca pela mítica ilha perdida de Atlântida, descrita nos textos do filósofo grego Platão.
O que quer que seja, porém (talvez apenas uma montanha submarina, como querem os mais céticos), nem o Google Earth pode ainda dizer.

VEJA O VIDEO

Br.sputniknews.com