Judocas do Instituto dos Cegos de CG fatura sete medalhas

jucocasO atletismo segue imbatível no número de medalhas conquistadas pela delegação paraibana, mas outro esporte garantiu um grande resultado para o Estado nesta quarta-feira (23). Trata-se da nossa seleção de judô, que terminou em primeiro lugar na classificação geral das Paralimpíadas Escolares, que estão sendo disputadas no Centro de Treinamento do Comitê Paralímpico Brasileiro, em São Paulo.
Nos dois dias de disputas, o time do Instituto dos Cegos de Campina Grande conquistou sete medalhas, sendo duas de ouro, duas de ouro, duas de prata e três de bronze. Um dos destaques do time foi judoca José Tiago Oliveira, que faturou um ouro. Quem também foi muito bem foi Saulo Wellington, que vai voltar pra casa com duas pratas. Por trás desse grande resultado tem um trabalho árduo do treinador Hélio Pereira dos Santos, que faz um trabalho voluntário com os atletas do Instituto dos Cegos de Campina.
Por conta de todas as dificuldades enfrentadas até chegar ao clímax da primeira colocação geral, o profissional comemorou demais o resultado de seus pupilos. “Ano passado a gente bateu na trave com segundo lugar, mas esse ano graças a Deus a menina deu o seu melhor e conquistamos o primeiro lugar. Tenho certeza que nós orgulhamos a Paraíba e a cidade de Campina Grande e surpreendemos estados com São Paulo e Rio de Janeiro”, comemorou o treinador.
Correio da Paraiba

jucocasO atletismo segue imbatível no número de medalhas conquistadas pela delegação paraibana, mas outro esporte garantiu um grande resultado para o Estado nesta quarta-feira (23). Trata-se da nossa seleção de judô, que terminou em primeiro lugar na classificação geral das Paralimpíadas Escolares, que estão sendo disputadas no Centro de Treinamento do Comitê Paralímpico Brasileiro, em São Paulo.
Nos dois dias de disputas, o time do Instituto dos Cegos de Campina Grande conquistou sete medalhas, sendo duas de ouro, duas de ouro, duas de prata e três de bronze. Um dos destaques do time foi judoca José Tiago Oliveira, que faturou um ouro. Quem também foi muito bem foi Saulo Wellington, que vai voltar pra casa com duas pratas. Por trás desse grande resultado tem um trabalho árduo do treinador Hélio Pereira dos Santos, que faz um trabalho voluntário com os atletas do Instituto dos Cegos de Campina.
Por conta de todas as dificuldades enfrentadas até chegar ao clímax da primeira colocação geral, o profissional comemorou demais o resultado de seus pupilos. “Ano passado a gente bateu na trave com segundo lugar, mas esse ano graças a Deus a menina deu o seu melhor e conquistamos o primeiro lugar. Tenho certeza que nós orgulhamos a Paraíba e a cidade de Campina Grande e surpreendemos estados com São Paulo e Rio de Janeiro”, comemorou o treinador.
Correio da Paraiba