Campina Grande e Patos estão entre as principais cidades do interior do Nordeste

Durante dois dias, Campina Grande e Patos estarão serão destaque no O I Fórum BNB G20+20 de Cidades Médias, que está acontecendo na sede do Banco do Nordeste, a partir desta quinta-feira (23), em Fortaleza (CE). A Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP), como entidade articuladora do desenvolvimento no estado, está participando do evento na capital cearense e acompanhando as discussões propostas pelo fórum.

A iniciativa está reunindo as 40 maiores cidades médias das regiões Nordeste e norte dos estados do Minas Gerais e do Espírito Santo, excluídas capitais e municípios de regiões metropolitanas.

O Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão do Banco do Nordeste, realizou o estudo intitulado “Cidades Médias do Nordeste: Estrutura Produtiva, Infraestrutura Municipal e Modelos de Gestão”, levando em conta o critério populacional em seu recorte, considerando cidades com mais de 100 mil habitantes e excluindo capitais e regiões metropolitanas.

Neste estudo, as duas cidades paraibanas foram selecionadas como cidades médias com grande potencial de investimentos e desenvolvimento. As cidades identificadas na pesquisa do BNB, de acordo com os critérios de avaliação, respondem por 20,9% da população da área de atuação do Banco e 33,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do Nordeste.

A missão do fórum é promover a mobilização da sociedade em torno do debate sobre o importante papel das cidades médias no desenvolvimento regional e discutir sobre a estruturação de uma plataforma de negócios e governança que permita criar sinergias entre os 40 municípios partícipes, a iniciativa privada, os bancos de desenvolvimento e organismos financeiros internacionais, as instituições de pesquisa, os órgãos governamentais, dentre outros que possam efetivamente contribuir à implementação de um modelo nesses moldes.

Sobre o Estudo – O Banco do Nordeste iniciou em 2017 a análise do perfil de cidades situadas na área de atuação da Sudene, com foco naquelas consideradas de médio porte e com maior capacidade de transbordar, aos territórios do seu entorno, os efeitos de investimentos e demais ações ali desenvolvidas. Com base no estudo “Cidades Médias do Nordeste: Estrutura Produtiva, Infraestrutura Municipal e Modelos de Gestão”, realizado pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), foram identificados 40 municípios considerando primordialmente o critério populacional: número de habitantes acima de 100 mil, excluindo desse padrão as capitais e os municípios de suas respectivas regiões metropolitanas – RMs.

A ideia é que, a partir de 2018, o Fórum BNB G20+20 de Cidades Médias seja realizado anualmente em uma das cidades participantes.

Fonte: www.bnb.gov.br

Durante dois dias, Campina Grande e Patos estarão serão destaque no O I Fórum BNB G20+20 de Cidades Médias, que está acontecendo na sede do Banco do Nordeste, a partir desta quinta-feira (23), em Fortaleza (CE). A Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP), como entidade articuladora do desenvolvimento no estado, está participando do evento na capital cearense e acompanhando as discussões propostas pelo fórum.

A iniciativa está reunindo as 40 maiores cidades médias das regiões Nordeste e norte dos estados do Minas Gerais e do Espírito Santo, excluídas capitais e municípios de regiões metropolitanas.

O Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão do Banco do Nordeste, realizou o estudo intitulado “Cidades Médias do Nordeste: Estrutura Produtiva, Infraestrutura Municipal e Modelos de Gestão”, levando em conta o critério populacional em seu recorte, considerando cidades com mais de 100 mil habitantes e excluindo capitais e regiões metropolitanas.

Neste estudo, as duas cidades paraibanas foram selecionadas como cidades médias com grande potencial de investimentos e desenvolvimento. As cidades identificadas na pesquisa do BNB, de acordo com os critérios de avaliação, respondem por 20,9% da população da área de atuação do Banco e 33,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do Nordeste.

A missão do fórum é promover a mobilização da sociedade em torno do debate sobre o importante papel das cidades médias no desenvolvimento regional e discutir sobre a estruturação de uma plataforma de negócios e governança que permita criar sinergias entre os 40 municípios partícipes, a iniciativa privada, os bancos de desenvolvimento e organismos financeiros internacionais, as instituições de pesquisa, os órgãos governamentais, dentre outros que possam efetivamente contribuir à implementação de um modelo nesses moldes.

Sobre o Estudo – O Banco do Nordeste iniciou em 2017 a análise do perfil de cidades situadas na área de atuação da Sudene, com foco naquelas consideradas de médio porte e com maior capacidade de transbordar, aos territórios do seu entorno, os efeitos de investimentos e demais ações ali desenvolvidas. Com base no estudo “Cidades Médias do Nordeste: Estrutura Produtiva, Infraestrutura Municipal e Modelos de Gestão”, realizado pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), foram identificados 40 municípios considerando primordialmente o critério populacional: número de habitantes acima de 100 mil, excluindo desse padrão as capitais e os municípios de suas respectivas regiões metropolitanas – RMs.

A ideia é que, a partir de 2018, o Fórum BNB G20+20 de Cidades Médias seja realizado anualmente em uma das cidades participantes.

Fonte: www.bnb.gov.br