Paraíba conquista 65 medalhas nas Paralimpíadas Escolares

pb65Com 21 medalhas, sendo 10 de ouro, cinco de prata e seis de bronze, conquistadas nesta sexta-feira (24), a Paraíba encerrou a participação nas Paralimpíadas Escolares, onde acumulou um total 65 medalhas, quebrando o próprio recorde, que foi em 2016, quando a delegação alcançou o quantitativo de 64. O evento ocorreu no Centro Paralímpico de São Paulo e teve a duração três dias.
No dia do encerramento, as de ouro vieram no atletismo com: Gabriel Ferreira, Mackyelly Pereira, Emille Rodrigues, Maria Eduarda, Lucas Chaves, Izael Paulo, Suênia Kelly e Jônatas Luiz, que venceu duas. Outra dourada foi na natação com Marcone João. A modalidade de atletismo ainda gerou uma prata por meio de Edcarlos Francisco. Outros segundos lugares aconteceram no tênis de mesa com José Mateus e Francisco Gelzo e ainda Thiago José, na natação, além da equipe de goalball.
Para receber o bronze, subiram no pódio Bruno Vinícius e Vitória Emanuelly, ambos no atletismo; Jamilly Ferreira, que levou duas, sendo uma em dupla e outra na individual; na bocha, com Deivis Delfino, e ainda Maria Eduarda, na natação. “Finalmente conseguimos um desempenho melhor ainda do que o do ano passado, que já tinha sido esplêndido. Agora, quebramos nossa marca com 65 medalhas”, disse o chefe da delegação, Jean Klaud.

pb65Com 21 medalhas, sendo 10 de ouro, cinco de prata e seis de bronze, conquistadas nesta sexta-feira (24), a Paraíba encerrou a participação nas Paralimpíadas Escolares, onde acumulou um total 65 medalhas, quebrando o próprio recorde, que foi em 2016, quando a delegação alcançou o quantitativo de 64. O evento ocorreu no Centro Paralímpico de São Paulo e teve a duração três dias.
No dia do encerramento, as de ouro vieram no atletismo com: Gabriel Ferreira, Mackyelly Pereira, Emille Rodrigues, Maria Eduarda, Lucas Chaves, Izael Paulo, Suênia Kelly e Jônatas Luiz, que venceu duas. Outra dourada foi na natação com Marcone João. A modalidade de atletismo ainda gerou uma prata por meio de Edcarlos Francisco. Outros segundos lugares aconteceram no tênis de mesa com José Mateus e Francisco Gelzo e ainda Thiago José, na natação, além da equipe de goalball.
Para receber o bronze, subiram no pódio Bruno Vinícius e Vitória Emanuelly, ambos no atletismo; Jamilly Ferreira, que levou duas, sendo uma em dupla e outra na individual; na bocha, com Deivis Delfino, e ainda Maria Eduarda, na natação. “Finalmente conseguimos um desempenho melhor ainda do que o do ano passado, que já tinha sido esplêndido. Agora, quebramos nossa marca com 65 medalhas”, disse o chefe da delegação, Jean Klaud.