Super-Homem Chinês’ morre ao cair de prédio de 62 andares

superUm chinês de 26 anos que fez fama na Internet por vídeos e fotos nos quais aparecia escalando prédios sem qualquer equipamento de segurança morreu ao tentar realizar uma proeza nas alturas. De acordo com a mídia local, Wu Yongning fazia exercícios dependurado do 62º andar de um edifício quando perdeu o controle dos movimentos e caiu.
Conhecido nas redes sociais da China como o ‘Super-Homem Chinês’, Wu contava com um séquito de milhões de seguidores virtuais, que estranharam a falta de atualizações em sua página. Na última sexta-feira, a namorada do jovem anunciou no Weibo, equivalente chinês do Twitter, que “hoje, dia 8 de dezembro, me faz pensar em 8 de novembro, o dia que você nos deixou e deixou este mundo”.
O incidente aconteceu em um arranha-céu em Changsha, capital da província de Hunan. De acordo com o jornal South China Morning Post, quando caiu do prédio, Wu competia para ganhar um prêmio equivalente a 15.000 dólares (cerca de 50.000 reais) que seria usado para o seu casamento e para cobrir despesas de um tratamento médico da mãe, informaram familiares.
Segundo a rede de notícias Sina, Wu tinha treinamento em artes marciais e eventualmente atuava como dublê em filmes chineses até se dedicar exclusivamente a divulgar suas proezas nas alturas nas redes sociais, algo que fazia desde fevereiro. O jovem gravou cerca de 300 vídeos em cima de alguns dos prédios mais altos do país contando apenas com uma câmera.
MSN

superUm chinês de 26 anos que fez fama na Internet por vídeos e fotos nos quais aparecia escalando prédios sem qualquer equipamento de segurança morreu ao tentar realizar uma proeza nas alturas. De acordo com a mídia local, Wu Yongning fazia exercícios dependurado do 62º andar de um edifício quando perdeu o controle dos movimentos e caiu.
Conhecido nas redes sociais da China como o ‘Super-Homem Chinês’, Wu contava com um séquito de milhões de seguidores virtuais, que estranharam a falta de atualizações em sua página. Na última sexta-feira, a namorada do jovem anunciou no Weibo, equivalente chinês do Twitter, que “hoje, dia 8 de dezembro, me faz pensar em 8 de novembro, o dia que você nos deixou e deixou este mundo”.
O incidente aconteceu em um arranha-céu em Changsha, capital da província de Hunan. De acordo com o jornal South China Morning Post, quando caiu do prédio, Wu competia para ganhar um prêmio equivalente a 15.000 dólares (cerca de 50.000 reais) que seria usado para o seu casamento e para cobrir despesas de um tratamento médico da mãe, informaram familiares.
Segundo a rede de notícias Sina, Wu tinha treinamento em artes marciais e eventualmente atuava como dublê em filmes chineses até se dedicar exclusivamente a divulgar suas proezas nas alturas nas redes sociais, algo que fazia desde fevereiro. O jovem gravou cerca de 300 vídeos em cima de alguns dos prédios mais altos do país contando apenas com uma câmera.
MSN