Funcionário do Detran-PB é encontrado morto dentro de apartamento em Campina Grande

floroUm servidor do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) foi encontrado morto dentro do apartamento dele, na manhã desta quinta-feira (14), no bairro Dinamérica, em Campina Grande. Florentino Batista de Albuquerque, 56 anos, apresentava marcas de estrangulamento no pescoço e ferimentos provocados por objeto cortante. A Polícia Civil investiga o crime como um homicídio.
O servidor público foi encontrado morto no apartamento por colegas depois de não ter ido ao trabalho nesta quinta-feira. Ele trabalhava na Companhia Regional de Trânsito (Ciretran) de Campina Grande. Outros amigos relataram que desde a noite da quarta-feira, a vítima não respondia mais às mensagens de celulares.
No condomínio onde a vítima morava, vizinhos informaram que viram o servidor público saindo para comprar bebidas na noite da quarta-feira. O carro dele não estava no estacionamento do condomínio na manhã desta quinta-feira. No início da tarde, o veículo foi encontrado abandonado no bairro Bodocongó.
O crime está sendo investigado pela Polícia Civil. Na manhã desta quinta-feira a delegada Suelani Guimarães esteve no apartamento da vítima. O local também passou por uma perícia do Instituto de Polícia Científica (IPC). Ainda de acordo com servidores do Detran de Campina Grande, a vítima já havia sofrido uma tentativa de homicídio há alguns anos.

floroUm servidor do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) foi encontrado morto dentro do apartamento dele, na manhã desta quinta-feira (14), no bairro Dinamérica, em Campina Grande. Florentino Batista de Albuquerque, 56 anos, apresentava marcas de estrangulamento no pescoço e ferimentos provocados por objeto cortante. A Polícia Civil investiga o crime como um homicídio.
O servidor público foi encontrado morto no apartamento por colegas depois de não ter ido ao trabalho nesta quinta-feira. Ele trabalhava na Companhia Regional de Trânsito (Ciretran) de Campina Grande. Outros amigos relataram que desde a noite da quarta-feira, a vítima não respondia mais às mensagens de celulares.
No condomínio onde a vítima morava, vizinhos informaram que viram o servidor público saindo para comprar bebidas na noite da quarta-feira. O carro dele não estava no estacionamento do condomínio na manhã desta quinta-feira. No início da tarde, o veículo foi encontrado abandonado no bairro Bodocongó.
O crime está sendo investigado pela Polícia Civil. Na manhã desta quinta-feira a delegada Suelani Guimarães esteve no apartamento da vítima. O local também passou por uma perícia do Instituto de Polícia Científica (IPC). Ainda de acordo com servidores do Detran de Campina Grande, a vítima já havia sofrido uma tentativa de homicídio há alguns anos.