Polícia Militar frustra ataque ao Banco do Nordeste em Santa Rita

A Polícia Militar da Paraíba frustrou, na noite deste sábado (21), um ataque ao Banco do Nordeste, em Santa Rita, na região Metropolitana de João Pessoa, e prendeu dois suspeitos dentro da agência.
Eles entraram no banco por um buraco na parede que começaram a cavar às 14h. Entretanto, o sistema de monitoramento eletrônico da agência, com sede em Fortaleza, detectou à presença dos criminosos e comunicou o fato a polícia da Paraíba.
Foram encaminhados ao local policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), do Choque e Canil. Foi feito um certo ao banco e os criminosos se entregaram sem resistência.
Os bandidos já tinham chegado ao cofre onde ficam as armas dos vigilantes e se apossado de três revólveres e 35 munições, mas não haviam tido acesso ao local onde fica guardado o dinheiro.
De acordo com o tenente coronel Ferreira, comandante do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), os suspeitos são um de João Pessoa, do Alto do Mateus, e outro do Maranhão.
O suspeito do Alto do Mateus já respondeu por furto. O do Maranhão também tem passagem pela polícia por roubo a banco estava usando documentos falsos.
Eles foram encaminhados para a Central de Polícia onde aguardarão determinações da Justiça após audiência de custódia.
MaisPB

A Polícia Militar da Paraíba frustrou, na noite deste sábado (21), um ataque ao Banco do Nordeste, em Santa Rita, na região Metropolitana de João Pessoa, e prendeu dois suspeitos dentro da agência.
Eles entraram no banco por um buraco na parede que começaram a cavar às 14h. Entretanto, o sistema de monitoramento eletrônico da agência, com sede em Fortaleza, detectou à presença dos criminosos e comunicou o fato a polícia da Paraíba.
Foram encaminhados ao local policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), do Choque e Canil. Foi feito um certo ao banco e os criminosos se entregaram sem resistência.
Os bandidos já tinham chegado ao cofre onde ficam as armas dos vigilantes e se apossado de três revólveres e 35 munições, mas não haviam tido acesso ao local onde fica guardado o dinheiro.
De acordo com o tenente coronel Ferreira, comandante do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), os suspeitos são um de João Pessoa, do Alto do Mateus, e outro do Maranhão.
O suspeito do Alto do Mateus já respondeu por furto. O do Maranhão também tem passagem pela polícia por roubo a banco estava usando documentos falsos.
Eles foram encaminhados para a Central de Polícia onde aguardarão determinações da Justiça após audiência de custódia.
MaisPB