Funcionária da ONU é raptada com a filha no Afeganistão

raptoUma funcionária das Nações Unidas e sua filha foram raptadas nesta segunda-feira (22) em Cabul, capital do Afeganistão, informam a agência de notícias local Pajhwok e a emissora “Tolo News”.
De acordo com a agência, o sequestro ocorreu por volta das 6h (hora local) enquanto a mulher, que tem nacionalidade afegã, levava sua filha para a escola infantil.
+ Explosão de bomba mata 3 e fere 18 em mercado na Tailândia
Citando o porta-voz da política local, Basir Mujahid, a agência Pajhwok informou que uma terceira pessoa também foi sequestrada na ação, mas não se sabe a identidade dela. Agora, as autoridades estão fazendo buscas para tentar encontrar as três vítimas e já informaram que o carro da funcionária da ONU foi localizado próximo ao local do desaparecimento.
Nenhum grupo reivindicou a ação.
Cabul ainda tenta se recuperar do ataque cometido pelo Talibã contra o Hotel Intercontinental, que terminou com a morte de mais de 20 pessoas no fim de semana. O atentado ocorreu quando um grupo de comandantes militares estrangeiros e membros do governo afegão estavam reunidos no local. Com informações da ANSA.
MSN

raptoUma funcionária das Nações Unidas e sua filha foram raptadas nesta segunda-feira (22) em Cabul, capital do Afeganistão, informam a agência de notícias local Pajhwok e a emissora “Tolo News”.
De acordo com a agência, o sequestro ocorreu por volta das 6h (hora local) enquanto a mulher, que tem nacionalidade afegã, levava sua filha para a escola infantil.
+ Explosão de bomba mata 3 e fere 18 em mercado na Tailândia
Citando o porta-voz da política local, Basir Mujahid, a agência Pajhwok informou que uma terceira pessoa também foi sequestrada na ação, mas não se sabe a identidade dela. Agora, as autoridades estão fazendo buscas para tentar encontrar as três vítimas e já informaram que o carro da funcionária da ONU foi localizado próximo ao local do desaparecimento.
Nenhum grupo reivindicou a ação.
Cabul ainda tenta se recuperar do ataque cometido pelo Talibã contra o Hotel Intercontinental, que terminou com a morte de mais de 20 pessoas no fim de semana. O atentado ocorreu quando um grupo de comandantes militares estrangeiros e membros do governo afegão estavam reunidos no local. Com informações da ANSA.
MSN