Policia não confirma que presos roubaram o Partage

auroraUma operação conjunta das polícias militar, civil, federal e rodoviária federal nas primeiras horas desta quarta-feira (07/02) resultou no cumprimento de quatros Mandados de Prisão em Campina Grande nos bairros José Pinheiro, Nova Brasília, Cruzeiro e na penitenciária Padrão.
Na cidade também foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e outro na zona rural de Massaranduba.
Uma moto roubada foi apreendida em um galpão.
O local servia para guardar os veículos roubados para utilizar posteriormente nas ações de ataques a bancos.
De acordo com a polícia, a quadrilha pode ter atuação até outros estados.
As investigações começaram no ano passado depois de vários ataques a instituições financeiras em Campina.
Não há comprovação de que o grupo teve participação no ataque à caixa econômica federal no shopping Partage, que ocorreu no mês de janeiro.
Outras quatro pessoas também foram conduzidas até a Central de Polícia para serem ouvidas e depois liberadas.
Após a análise de todo o material apreendido a policia iria encaminhar um relatório a justiça.
A operação recebeu o nome de “Aurora” e contou com a participação de 100 policiais.
Os presos foram identificados com “Aldair”, “Israel”, “Marcelo” e Edvaldo Farias, conhecido como “tôcha”, preso recentemente por homicídio.

(Com informações de Cláudia Gomes/Tv Borborema, PC, PM e PF)

auroraUma operação conjunta das polícias militar, civil, federal e rodoviária federal nas primeiras horas desta quarta-feira (07/02) resultou no cumprimento de quatros Mandados de Prisão em Campina Grande nos bairros José Pinheiro, Nova Brasília, Cruzeiro e na penitenciária Padrão.
Na cidade também foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e outro na zona rural de Massaranduba.
Uma moto roubada foi apreendida em um galpão.
O local servia para guardar os veículos roubados para utilizar posteriormente nas ações de ataques a bancos.
De acordo com a polícia, a quadrilha pode ter atuação até outros estados.
As investigações começaram no ano passado depois de vários ataques a instituições financeiras em Campina.
Não há comprovação de que o grupo teve participação no ataque à caixa econômica federal no shopping Partage, que ocorreu no mês de janeiro.
Outras quatro pessoas também foram conduzidas até a Central de Polícia para serem ouvidas e depois liberadas.
Após a análise de todo o material apreendido a policia iria encaminhar um relatório a justiça.
A operação recebeu o nome de “Aurora” e contou com a participação de 100 policiais.
Os presos foram identificados com “Aldair”, “Israel”, “Marcelo” e Edvaldo Farias, conhecido como “tôcha”, preso recentemente por homicídio.

(Com informações de Cláudia Gomes/Tv Borborema, PC, PM e PF)