Diretoria do Treze se reúne de madrugada e demite técnico campeão do Nordeste pela Raposa

Caiu mais um técnico no futebol paraibano. O baixo desempenho no Campeonato Paraibano no último domingo, e os tropeços na Copa do Brasil e Copa do Nordeste, encurtaram a era de Oliveira Caniné no Treze. Mesmo liderando a sua chave no Paraibano e tendo vencido o Clássico dos Maiorais, o Galo ainda não fez uma apresentação convincente na temporada.
A derrota de 4 x 2 para o Botafogo no último domingo, foi a “gota d`água” e tornou insustentável a permanência de Oliveira Canindé a frente da comissão técnica alvinegra. Na madrugada desta terça-feira, a diretoria do Galo se reuniu e mesmo dividida, decidiu demitir o treinador.
Nos primeiros minutos da madrugada desta terça-feira (20), através do site oficial do clube, foi divulgado o comunicado oficial.
– Diretoria e Oliveira Canindé entram em acordo e técnico encerra ciclo no Treze. Na noite desta segunda-feira (19), a cúpula Galista se reuniu, e, em comum acordo com Oliveira Canindé, decidiu por encerrar o ciclo do treinador a frente do comando Alvinegro – diz o texto.
Mesmo classificado para a próxima fase do Paraibano 2018, praticamente com a primeira colocação do Grupo B garantida, com 14 pontos, o Treze faz campanha ruim na Copa do Nordeste e foi eliminado da Copa do Brasil.
Em 13 jogos até esse momento da temporada, o time comandado por Canindé conquistou cinco vitórias, empatou três vezes e perdeu outras cinco partidas, perfazendo um aproveitamento de 46% dos pontos disputados.
Anunciado em meados de agosto, Oliveira iniciou seu trabalho à frente do Galo no dia 20 novembro.
Com uma pré-temporada irregular, em que o Treze empatou com selecionado amador de Lagoa Seca, perdeu para o CSP em pleno Presidente Vargas, embora tenha vencido o América de Natal, também no PV, o treinador não conseguiu emplacar um trabalho consistente.
Oliveira Canindé foi campeão da Copa do Nordeste comandando o Campinense.

PB Agora

Caiu mais um técnico no futebol paraibano. O baixo desempenho no Campeonato Paraibano no último domingo, e os tropeços na Copa do Brasil e Copa do Nordeste, encurtaram a era de Oliveira Caniné no Treze. Mesmo liderando a sua chave no Paraibano e tendo vencido o Clássico dos Maiorais, o Galo ainda não fez uma apresentação convincente na temporada.
A derrota de 4 x 2 para o Botafogo no último domingo, foi a “gota d`água” e tornou insustentável a permanência de Oliveira Canindé a frente da comissão técnica alvinegra. Na madrugada desta terça-feira, a diretoria do Galo se reuniu e mesmo dividida, decidiu demitir o treinador.
Nos primeiros minutos da madrugada desta terça-feira (20), através do site oficial do clube, foi divulgado o comunicado oficial.
– Diretoria e Oliveira Canindé entram em acordo e técnico encerra ciclo no Treze. Na noite desta segunda-feira (19), a cúpula Galista se reuniu, e, em comum acordo com Oliveira Canindé, decidiu por encerrar o ciclo do treinador a frente do comando Alvinegro – diz o texto.
Mesmo classificado para a próxima fase do Paraibano 2018, praticamente com a primeira colocação do Grupo B garantida, com 14 pontos, o Treze faz campanha ruim na Copa do Nordeste e foi eliminado da Copa do Brasil.
Em 13 jogos até esse momento da temporada, o time comandado por Canindé conquistou cinco vitórias, empatou três vezes e perdeu outras cinco partidas, perfazendo um aproveitamento de 46% dos pontos disputados.
Anunciado em meados de agosto, Oliveira iniciou seu trabalho à frente do Galo no dia 20 novembro.
Com uma pré-temporada irregular, em que o Treze empatou com selecionado amador de Lagoa Seca, perdeu para o CSP em pleno Presidente Vargas, embora tenha vencido o América de Natal, também no PV, o treinador não conseguiu emplacar um trabalho consistente.
Oliveira Canindé foi campeão da Copa do Nordeste comandando o Campinense.

PB Agora