ANTIGOMOBILISMO: Campina Grande sedia encontro de Carros Antigos no próximo dia 10 de março

antigoO maior Encontro de Carros Antigos vai acontecer em Campina Grande no dia 10 de março com a participação de milhares de colecionadores e amantes de veículos. O evento que vai acontecer no GS Auto Posto durante todo o dia, será regado a muita feijoada e forró, numa prévia do Maior São Soão do Mundo.

Na Paraíba, a Lei 11.065 institui “O Dia do Antigomobilismo” que é comemorado sempre no segundo domingo de novembro. No estado, a paixão por carros antigos tem feito com que sejam realizados diversos eventos atraindo turistas e a gerando emprego e renda para centenas de famílias.

 

ANTIGOMOBILISMO
É um neologismo que traduz com amplitude e liberdade a preservação e a restauração de veículos antigos. O termo descreve uma atividade crescente que é a preocupação com a salvação de raridades. A prática do antigomobilismo está nitidamente associada à atitude cultural de preservação da história. Seus adeptos vêem os veículos antigos não como um objeto único, mas como partes integrantes de um cenário sócio-econômico e tecnológico de uma época vivida pela sociedade.

antigoO maior Encontro de Carros Antigos vai acontecer em Campina Grande no dia 10 de março com a participação de milhares de colecionadores e amantes de veículos. O evento que vai acontecer no GS Auto Posto durante todo o dia, será regado a muita feijoada e forró, numa prévia do Maior São Soão do Mundo.

Na Paraíba, a Lei 11.065 institui “O Dia do Antigomobilismo” que é comemorado sempre no segundo domingo de novembro. No estado, a paixão por carros antigos tem feito com que sejam realizados diversos eventos atraindo turistas e a gerando emprego e renda para centenas de famílias.

 

ANTIGOMOBILISMO
É um neologismo que traduz com amplitude e liberdade a preservação e a restauração de veículos antigos. O termo descreve uma atividade crescente que é a preocupação com a salvação de raridades. A prática do antigomobilismo está nitidamente associada à atitude cultural de preservação da história. Seus adeptos vêem os veículos antigos não como um objeto único, mas como partes integrantes de um cenário sócio-econômico e tecnológico de uma época vivida pela sociedade.