INSS: Mais de 70 mil pessoas na Paraíba não provaram que estão vivas

Mais de 70 mil pessoas terão seu benefício do INSS suspenso na Paraíba. Isso porque não procuraram uma agência bancária ou do próprio Instituto para fazer a comprovação de vida.
Mais de 11 mil moram em João Pessoa. O prazo terminou nesta quarta-feira (28).
Neste ultimo dia o movimento de pessoas em busca de regularizar a situação nas agências do INSS e dos bancos foi grande.
O prazo para o comparecimento das pessoas que ainda não fizeram a comprovação de vida em 2017 terminaria em 31 de dezembro de 2017, no entanto, devido ao grande número de beneficiários que ainda não realizaram o procedimento, o prazo foi estendido até 28 de fevereiro, tendo portanto, se encerrado ontem.
Não foi necessário ir até uma agência da Previdência Social. O procedimento foi realizado diretamente no banco em que o beneficiário recebe o benefício. Basta apresentar um documento de identificação com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e outros).
Além disso, era obrigatório para todos os beneficiários do INSS que recebem seus pagamentos por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético.
Dos mais de 34 milhões de beneficiários do INSS, quase 32 milhões realizaram a comprovação de vida. Quem não fez r a comprovação de vida no tempo previsto poderá ter seu pagamento interrompido.
PBagora

Mais de 70 mil pessoas terão seu benefício do INSS suspenso na Paraíba. Isso porque não procuraram uma agência bancária ou do próprio Instituto para fazer a comprovação de vida.
Mais de 11 mil moram em João Pessoa. O prazo terminou nesta quarta-feira (28).
Neste ultimo dia o movimento de pessoas em busca de regularizar a situação nas agências do INSS e dos bancos foi grande.
O prazo para o comparecimento das pessoas que ainda não fizeram a comprovação de vida em 2017 terminaria em 31 de dezembro de 2017, no entanto, devido ao grande número de beneficiários que ainda não realizaram o procedimento, o prazo foi estendido até 28 de fevereiro, tendo portanto, se encerrado ontem.
Não foi necessário ir até uma agência da Previdência Social. O procedimento foi realizado diretamente no banco em que o beneficiário recebe o benefício. Basta apresentar um documento de identificação com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e outros).
Além disso, era obrigatório para todos os beneficiários do INSS que recebem seus pagamentos por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético.
Dos mais de 34 milhões de beneficiários do INSS, quase 32 milhões realizaram a comprovação de vida. Quem não fez r a comprovação de vida no tempo previsto poderá ter seu pagamento interrompido.
PBagora