Tremor de terra assusta moradores de vários bairros de Maceió

maceioApós as fortes chuvas na manhã deste sábado (3), um tremor de terra foi registrado pela tarde em vários bairros de Maceió. Moradores entraram em desespero e esvaziaram prédios e casas. Asfaltos cederam e rachaduras surgiram na parede dos imóveis.
Oficialmente não há registro de feridos, mas moradores relataram que passaram mal com um susto. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o tremor foi sentido no Pinheiro, Serraria, Farol, Bebedouro, Jatiúca e Cruz das Almas. Equipes da Defesa Civil Municipal e dos bombeiros foram até os locais registrar o fato e orientar a população sobre o que fazer.
No bairro do Pinheiro, parte do asfalto de um quarteirão cedeu. Os moradores contaram que grandes buracos se formaram e o que estavam lá antes ficaram ainda maiores. “A gente estava dentro de casa. Eu estava sentada e minha cadeira saiu do lugar. O prédio balançou. Uma senhora passou mal e foi levada ao hospital”, disse a moradora Ana Moura, de 52 anos, que mora com o esposo em um prédio.
O estudante Henrique Balbino mora em casa, mas também se asssutou. “Eu tava dormindo e a cama tremeu. Foi uma loucura”, contou.

Estragos
Antes do tremor, as chuvas já tinham causado grandes estragos na cidade. Ruas alagaram, asfaltos também cederam e uma cratera se formou na faixa litorânea. O trânsito precisou ser bloqueado por motivos de segurança.
Em um prédio localizado na Gruta de Loures a água invadiu a garagem e os carros que estavam lá ficaram submersos.
Foto: Roberta Cólen/G1

G1

maceioApós as fortes chuvas na manhã deste sábado (3), um tremor de terra foi registrado pela tarde em vários bairros de Maceió. Moradores entraram em desespero e esvaziaram prédios e casas. Asfaltos cederam e rachaduras surgiram na parede dos imóveis.
Oficialmente não há registro de feridos, mas moradores relataram que passaram mal com um susto. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o tremor foi sentido no Pinheiro, Serraria, Farol, Bebedouro, Jatiúca e Cruz das Almas. Equipes da Defesa Civil Municipal e dos bombeiros foram até os locais registrar o fato e orientar a população sobre o que fazer.
No bairro do Pinheiro, parte do asfalto de um quarteirão cedeu. Os moradores contaram que grandes buracos se formaram e o que estavam lá antes ficaram ainda maiores. “A gente estava dentro de casa. Eu estava sentada e minha cadeira saiu do lugar. O prédio balançou. Uma senhora passou mal e foi levada ao hospital”, disse a moradora Ana Moura, de 52 anos, que mora com o esposo em um prédio.
O estudante Henrique Balbino mora em casa, mas também se asssutou. “Eu tava dormindo e a cama tremeu. Foi uma loucura”, contou.

Estragos
Antes do tremor, as chuvas já tinham causado grandes estragos na cidade. Ruas alagaram, asfaltos também cederam e uma cratera se formou na faixa litorânea. O trânsito precisou ser bloqueado por motivos de segurança.
Em um prédio localizado na Gruta de Loures a água invadiu a garagem e os carros que estavam lá ficaram submersos.
Foto: Roberta Cólen/G1

G1