Grupo suspeito de atacar Correios em Boa Vista é preso após tiroteio com a PM

aresenalApós uma troca de tiros entre policiais e criminosos, a Polícia Militar (PM) prendeu dez pessoas suspeitas de terem participado dos ataques contra a agência dos Correios e o terminal de atendimento de um banco na cidade de Boa Vista, no Agreste da Paraíba, na madrugada desta quinta-feira (8). Conforme a PM, as pessoas detidas fazem parte de uma quadrilha interestadual de ataques a bancos e quatro delas ficaram feridas no tiroteio.
De acordo com a Polícia Militar, instantes depois do crime os policiais iniciaram as buscas pelos suspeitos e no início da manhã conseguiram localizá-los na zona rural de Campina Grande. Houve um confronto entre os criminosos e os policiais do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC).
Os quatro suspeitos baleados foram socorridos e encaminhados para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde passaram por procedimentos médicos de urgência, conforme informou a assessoria de comunicação da unidade hospitalar.
Os outros seis suspeitos foram detidos e encaminhados para a sede da Polícia Federal, também em Campina Grande, onde será realizada uma coletiva de imprensa, às 10h30, para repassar mais detalhes sobre o caso.
Segundo a Polícia Militar, os suspeitos estavam nos dois carros utilizados para prática dos crimes quando foram abordados pelos policiais e todos os envolvidos na ação foram presos. Com eles a polícia apreendeu nove armas de fogo, coletes, explosivos e outros materiais.
Inicialmente a PM havia antecipado que cinco suspeitos eram de Campina Grande, na Paraíba, quatro do Rio Grande do Norte e um de Pernambuco. Após verificar a documentação dos presos, verificou-se que são quatro de Campina, quatro de Pernambuco e dois do Rio Grande do Norte.

Os nomes das pessoas presas são os seguintes:

Sem ferimentos:
• Felipe Beny da Silva de Souto (CG) 23 anos;
• Enderson Sousa Gomes (CG) 22 anos;
• Wamberkson Costa Macedo (CG) 29 anos (está sem documento);
• Stênio Silva de Castro (PE) 36 anos;
• Josenildo Augusto da Silva (RN) 48 anos;
• Adriano Pereira da Silva (PE) 37 anos;

Feridos:
• José Adriano Silva Sabino (CG) 38 anos;
• José Maria Florêncio da Anunciaçâo (PE) 43 anos;
• Cícero Bruno da Silva (PE) 37 anos (possui três mandados de prisão em aberto por roubo e porte ilegal de arma);
• Francisco Charlisson Alves da Silva (RN) (foragido do presídio de Alcacuz e tem mandado de prisão por tráfico);

Explosão e arrombamento em Boa Vista
Os presos são suspeitos da explosão aos Correios da cidade de Boa Vista, Agreste paraibano, na madrugada desta quinta-feira (8). Segundo informações da Polícia Militar, os suspeitos também danificaram um terminal de atendimento de um banco da cidade. Os suspeitos chegaram em dois carros e teriam usado uma alavanca para danificar o terminal. Após a ação, eles fugiram pela PB-412 (rodovia que liga as cidades Boa Vista, São João do Cariri, Serra Branca, Sumé e Monteiro).

G1 PB

aresenalApós uma troca de tiros entre policiais e criminosos, a Polícia Militar (PM) prendeu dez pessoas suspeitas de terem participado dos ataques contra a agência dos Correios e o terminal de atendimento de um banco na cidade de Boa Vista, no Agreste da Paraíba, na madrugada desta quinta-feira (8). Conforme a PM, as pessoas detidas fazem parte de uma quadrilha interestadual de ataques a bancos e quatro delas ficaram feridas no tiroteio.
De acordo com a Polícia Militar, instantes depois do crime os policiais iniciaram as buscas pelos suspeitos e no início da manhã conseguiram localizá-los na zona rural de Campina Grande. Houve um confronto entre os criminosos e os policiais do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC).
Os quatro suspeitos baleados foram socorridos e encaminhados para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde passaram por procedimentos médicos de urgência, conforme informou a assessoria de comunicação da unidade hospitalar.
Os outros seis suspeitos foram detidos e encaminhados para a sede da Polícia Federal, também em Campina Grande, onde será realizada uma coletiva de imprensa, às 10h30, para repassar mais detalhes sobre o caso.
Segundo a Polícia Militar, os suspeitos estavam nos dois carros utilizados para prática dos crimes quando foram abordados pelos policiais e todos os envolvidos na ação foram presos. Com eles a polícia apreendeu nove armas de fogo, coletes, explosivos e outros materiais.
Inicialmente a PM havia antecipado que cinco suspeitos eram de Campina Grande, na Paraíba, quatro do Rio Grande do Norte e um de Pernambuco. Após verificar a documentação dos presos, verificou-se que são quatro de Campina, quatro de Pernambuco e dois do Rio Grande do Norte.

Os nomes das pessoas presas são os seguintes:

Sem ferimentos:
• Felipe Beny da Silva de Souto (CG) 23 anos;
• Enderson Sousa Gomes (CG) 22 anos;
• Wamberkson Costa Macedo (CG) 29 anos (está sem documento);
• Stênio Silva de Castro (PE) 36 anos;
• Josenildo Augusto da Silva (RN) 48 anos;
• Adriano Pereira da Silva (PE) 37 anos;

Feridos:
• José Adriano Silva Sabino (CG) 38 anos;
• José Maria Florêncio da Anunciaçâo (PE) 43 anos;
• Cícero Bruno da Silva (PE) 37 anos (possui três mandados de prisão em aberto por roubo e porte ilegal de arma);
• Francisco Charlisson Alves da Silva (RN) (foragido do presídio de Alcacuz e tem mandado de prisão por tráfico);

Explosão e arrombamento em Boa Vista
Os presos são suspeitos da explosão aos Correios da cidade de Boa Vista, Agreste paraibano, na madrugada desta quinta-feira (8). Segundo informações da Polícia Militar, os suspeitos também danificaram um terminal de atendimento de um banco da cidade. Os suspeitos chegaram em dois carros e teriam usado uma alavanca para danificar o terminal. Após a ação, eles fugiram pela PB-412 (rodovia que liga as cidades Boa Vista, São João do Cariri, Serra Branca, Sumé e Monteiro).

G1 PB