Torcida do Lille invade em massa o gramado após empate com o Montpellier

invasaoEm uma grave crise e na penúltima colocação no Campeonato Francês, a torcida do Lille invadiu o gramado em massa após o empate em 1 a 1 com o Montpellier, neste sábado pelo Campeonato Francês. O time dos brasileiros Thiago Maia, Thiago Mendes e Luiz Araujo vem de cinco derrotas e três empates nos últimos nove jogos pelo torneio nacional e, assim que acumulou mais um tropeço, viu o protesto da torcida virar ameaça real. De acordo com Le Parisien, Thiago Mendes e Thiago Maia também foram agredidos fisicamente.
Segundo as informações iniciais, alguns mais exaltados tentaram invadir o vestiário dos jogadores, mas a confusão foi contida após a segurança fazer um cordão de isolamento. Na invasão, os torcedores chegaram a gritar com os jogadores ainda em campo: “Molhem suas camisas” e “Se nós cairmos, nós derrubaremos vocês também” foram algumas das frases que falaram para os atletas.
– A pressão física não ajudará em nada. Pode sim vir a se transformar em acidentes e dramas. Não adianta nada esse tipo de excesso. Isso nunca resultou em fazer um time ganhar uma partida – disse Christophe Galtier, técnico Lille.
O meia camaronês Ibrahim Amadou também condenou a atitude dos torcedores raivosos.
– Eu não entendo a reação deles. Os torcedores agiram como se o campeonato estivesse acabado e que já estivéssemos rebaixados, ainda faltam nove partidas. Se eles não acreditam mais na gente, nós ainda acreditamos. Que eles estejam insatisfeitos é aceitável, mas eles precisam expressar o descontentamento da outra forma. Os que querem nos apoiar até o fim da temporada são bem-vindos. Para os outros, nem precisam vir – declarou o jogador.
Globo Esporte

invasaoEm uma grave crise e na penúltima colocação no Campeonato Francês, a torcida do Lille invadiu o gramado em massa após o empate em 1 a 1 com o Montpellier, neste sábado pelo Campeonato Francês. O time dos brasileiros Thiago Maia, Thiago Mendes e Luiz Araujo vem de cinco derrotas e três empates nos últimos nove jogos pelo torneio nacional e, assim que acumulou mais um tropeço, viu o protesto da torcida virar ameaça real. De acordo com Le Parisien, Thiago Mendes e Thiago Maia também foram agredidos fisicamente.
Segundo as informações iniciais, alguns mais exaltados tentaram invadir o vestiário dos jogadores, mas a confusão foi contida após a segurança fazer um cordão de isolamento. Na invasão, os torcedores chegaram a gritar com os jogadores ainda em campo: “Molhem suas camisas” e “Se nós cairmos, nós derrubaremos vocês também” foram algumas das frases que falaram para os atletas.
– A pressão física não ajudará em nada. Pode sim vir a se transformar em acidentes e dramas. Não adianta nada esse tipo de excesso. Isso nunca resultou em fazer um time ganhar uma partida – disse Christophe Galtier, técnico Lille.
O meia camaronês Ibrahim Amadou também condenou a atitude dos torcedores raivosos.
– Eu não entendo a reação deles. Os torcedores agiram como se o campeonato estivesse acabado e que já estivéssemos rebaixados, ainda faltam nove partidas. Se eles não acreditam mais na gente, nós ainda acreditamos. Que eles estejam insatisfeitos é aceitável, mas eles precisam expressar o descontentamento da outra forma. Os que querem nos apoiar até o fim da temporada são bem-vindos. Para os outros, nem precisam vir – declarou o jogador.
Globo Esporte