PM suspeito de matar sargento em alojamento de JP estava bêbado

O sargento da Polícia Militar suspeito de matar outro policial dentro do alojamento no Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba, na madrugada desta quinta-feira (15), em João Pessoa, estava embriagado e atirou quando a vítima estava dormindo. As informações foram confirmadas pelo coronel José Ronildo, diretor do centro de ensino.
O sargento da PM José Lucio Júnior, 32 anos, natural de Campina grande, foi morto com dois tiros enquanto dormia no interior do alojamento do Centro de Educação da PM, no bairro de Mangabeira. De acordo com a direção do centro de ensino, o suspeito dos disparos é o sargento Lira, que estava embriagado e pouco antes estava em um bar próximo ao local do crime.
“O sargento Lira saiu para jantar fora do alojamento e voltou embriagado. Possivelmente, em virtude da embriaguez, não teve condições de manusear a arma, uma pistola .40, e acabou disparando os tiros. Só saberemos o que realmente aconteceu após a realização de perícia no local do crime”, afirmou o coronel José Ronildo.
Os disparos atingiram o tórax e braço do sargento J. Lúcio. A vítima foi socorrida e encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo pouco depois do atendimento.
O sargento Lira foi detido em flagrante e transferido para a carceragem do 1° Batalhão da Polícia Militar. Segundo a PM, de lá ele vai ser encaminhado para o juiz da Vara Militar de João Pessoa, onde será realizada audiência de custódia. As informações são do portal G1 Paraíba.
G1 PB

O sargento da Polícia Militar suspeito de matar outro policial dentro do alojamento no Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba, na madrugada desta quinta-feira (15), em João Pessoa, estava embriagado e atirou quando a vítima estava dormindo. As informações foram confirmadas pelo coronel José Ronildo, diretor do centro de ensino.
O sargento da PM José Lucio Júnior, 32 anos, natural de Campina grande, foi morto com dois tiros enquanto dormia no interior do alojamento do Centro de Educação da PM, no bairro de Mangabeira. De acordo com a direção do centro de ensino, o suspeito dos disparos é o sargento Lira, que estava embriagado e pouco antes estava em um bar próximo ao local do crime.
“O sargento Lira saiu para jantar fora do alojamento e voltou embriagado. Possivelmente, em virtude da embriaguez, não teve condições de manusear a arma, uma pistola .40, e acabou disparando os tiros. Só saberemos o que realmente aconteceu após a realização de perícia no local do crime”, afirmou o coronel José Ronildo.
Os disparos atingiram o tórax e braço do sargento J. Lúcio. A vítima foi socorrida e encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo pouco depois do atendimento.
O sargento Lira foi detido em flagrante e transferido para a carceragem do 1° Batalhão da Polícia Militar. Segundo a PM, de lá ele vai ser encaminhado para o juiz da Vara Militar de João Pessoa, onde será realizada audiência de custódia. As informações são do portal G1 Paraíba.
G1 PB