Policial militar é preso suspeito de assalto em Belo Horizonte

Um policial militar foi preso suspeito de assaltar duas pessoas em Belo Horizonte. De acordo com informações divulgadas pela corporação nesta segunda-feira (12), o homem estava armado com uma réplica de revólver.
Os crimes aconteceram neste domingo (11). De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem abordou uma mulher por volta das seis da manhã no bairro Buritis, na Região Oeste de Belo Horizonte. Ele teria levado o carro da vítima e R$ 500. O suspeito acabou batendo o carro e o abandonando.
Mais tarde, o policial teria abordado uma mulher no Barro Preto, na Região Centro-Sul, a ameaçado de morte e depois roubado o celular dela. Um homem que passava pelo local notou que o suspeito estava com uma réplica de arma, correu atrás dele e conseguiu imobilizá-lo até a chegada da polícia.
O suspeito é cabo da Polícia Militar e tem 12 anos de serviço. Segundo a corporação, não há registro semelhante na ficha dele. Ainda de acordo com a PM, o policial estava afastado das funções e prestava apenas serviços internos.
A corporação não informou o motivo do afastamento. O policial será submetido a processo administrativo disciplinar e pode ser expulso da corporação. Ele ainda vai responder na Justiça pelos crimes de roubo com uso de réplica de arma de fogo.
G1

Um policial militar foi preso suspeito de assaltar duas pessoas em Belo Horizonte. De acordo com informações divulgadas pela corporação nesta segunda-feira (12), o homem estava armado com uma réplica de revólver.
Os crimes aconteceram neste domingo (11). De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem abordou uma mulher por volta das seis da manhã no bairro Buritis, na Região Oeste de Belo Horizonte. Ele teria levado o carro da vítima e R$ 500. O suspeito acabou batendo o carro e o abandonando.
Mais tarde, o policial teria abordado uma mulher no Barro Preto, na Região Centro-Sul, a ameaçado de morte e depois roubado o celular dela. Um homem que passava pelo local notou que o suspeito estava com uma réplica de arma, correu atrás dele e conseguiu imobilizá-lo até a chegada da polícia.
O suspeito é cabo da Polícia Militar e tem 12 anos de serviço. Segundo a corporação, não há registro semelhante na ficha dele. Ainda de acordo com a PM, o policial estava afastado das funções e prestava apenas serviços internos.
A corporação não informou o motivo do afastamento. O policial será submetido a processo administrativo disciplinar e pode ser expulso da corporação. Ele ainda vai responder na Justiça pelos crimes de roubo com uso de réplica de arma de fogo.
G1