Princípio de incêndio em anexo do STF faz prédio ser esvaziado

justicaQuenteUm princípio de incêndio atingiu uma seção do segundo andar do Anexo II do Supremo Tribunal Federal (STF) por volta das 8h desta segunda-feira (26).
Cerca de 200 pessoas estavam no prédio, mas a sala onde o fogo começou estava vazia no momento do incidente.
Devido ao incêndio, o anexo do STF foi esvaziado e os servidores que ainda começariam o expediente tiveram de aguardar de fora. Às 11h, não havia previsão de quando o acesso será liberado – o prédio foi interditado pelo Corpo de Bombeiros para avaliação de danos.
Ainda assim, segundo o tribunal, nenhuma agenda do Supremo desta segunda (26) foi alterada pelo ocorrido.

O fogo começou devido a um curto-circuito no aparelho de ar-condicionado. O equipamento caiu sobre uma mesa de trabalho. Funcionários disseram ao G1 que a fumaça se espalhou pelo segundo andar e chegou ao terceiro.

Onde foi o incêndio?
O Anexo II é o prédio onde ficam os gabinetes dos ministros. O incêndio, porém, ocorreu alguns andares abaixo, na Seção de Processos Diversos.
O setor é submetido à Secretaria Judiciária do Supremo, um órgão da Secretaria-Geral da Presidência do STF.

Segundo brigadistas que trabalham no órgão, o fogo foi rapidamente controlado e ninguém se feriu.
Uma perícia será realizada pelo Corpo de Bombeiros para investigar as causas do incêndio. O laudo deve ficar pronto de 30 a 40 dias.
G1

justicaQuenteUm princípio de incêndio atingiu uma seção do segundo andar do Anexo II do Supremo Tribunal Federal (STF) por volta das 8h desta segunda-feira (26).
Cerca de 200 pessoas estavam no prédio, mas a sala onde o fogo começou estava vazia no momento do incidente.
Devido ao incêndio, o anexo do STF foi esvaziado e os servidores que ainda começariam o expediente tiveram de aguardar de fora. Às 11h, não havia previsão de quando o acesso será liberado – o prédio foi interditado pelo Corpo de Bombeiros para avaliação de danos.
Ainda assim, segundo o tribunal, nenhuma agenda do Supremo desta segunda (26) foi alterada pelo ocorrido.

O fogo começou devido a um curto-circuito no aparelho de ar-condicionado. O equipamento caiu sobre uma mesa de trabalho. Funcionários disseram ao G1 que a fumaça se espalhou pelo segundo andar e chegou ao terceiro.

Onde foi o incêndio?
O Anexo II é o prédio onde ficam os gabinetes dos ministros. O incêndio, porém, ocorreu alguns andares abaixo, na Seção de Processos Diversos.
O setor é submetido à Secretaria Judiciária do Supremo, um órgão da Secretaria-Geral da Presidência do STF.

Segundo brigadistas que trabalham no órgão, o fogo foi rapidamente controlado e ninguém se feriu.
Uma perícia será realizada pelo Corpo de Bombeiros para investigar as causas do incêndio. O laudo deve ficar pronto de 30 a 40 dias.
G1