Lula ‘dormiu tranquilamente’ e ‘continua sereno’, diz PT sobre a 1ª noite do ex-presidente na prisão

tranquiloO Partido dos Trabalhadores (PT) informou, neste domingo (8), que o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva “dormiu tranquilamente” na primeira noite que passou preso em uma sala especial na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba.
Além disso, segundo o PT, ele “continua sereno e tranquilo”.
Pela manhã, foram entregues o café da manhã e o almoço que são servidos aos presos da PF – pouco antes das 8h e às 11h, respectivamente. O jantar deve ser oferecido às 18h.

Chegada a Curitiba
Lula chegou à Região de Curitiba, no Aeroporto Afonso Pena, por volta das 22h de sábado (7) para a cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de prisão pela condenação no caso do triplex em Guarujá (SP).
Ele foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é o primeiro ex-presidente do Brasil condenado por crime comum.
Por ordem do juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente ficará preso em uma sala especial de 15 metros quadrados, no 4º andar do prédio da PF, com cama, mesa e um banheiro de uso pessoal. Também foi autorizada a instalação de um TV no local.
O espaço reservado é um direito previsto em lei.

Confusão
Pelo menos oito pessoas ficaram feridas na confusão que aconteceu no momento da chegada do helicóptero com Lula à Superintendência da PF, conforme a Polícia Militar (PM).
Deste total, são três crianças, quatro adultos e um policial militar. De acordo com a OM, três feridos, sendo uma criança, precisaram ser encaminhados ao Hospital Evangélico. Os demais foram atendidos no local pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate).
Já a assessoria do Hospital Evangélico informou que seis pessoas feridas deram entrada no pronto-socorro no sábado. Entre elas, cinco mulheres – entre 30 e 40 anos – e um homem de 38 anos. Todos feridos foram medicados e receberam alta. O hospital disse não ter recebido nenhuma criança, conforme relatou a PM.
A PM disse que as primeiras bombas partiram da PF, após haver dois estouros nos manifestantes a favor do Lula. A PF informou que não vai se manifestar sobre o ocorrido.

O mandado de prisão
O mandado de prisão foi expedido por Moro na início da noite de quinta-feira (5) e, na sequência, Lula seguiu para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP).
O ex-presidente se entregou à Polícia Federal quase 26 horas após o prazo dado pelo juiz para que ele se apresentasse voluntariamente.
Lula saiu a pé do sindicato, às 18h42, e caminhou até um prédio próximo, onde equipes da Polícia Federal o aguardavam. A saída teve de ser feita dessa maneira porque, por volta das 17h, Lula tentou sair de carro, mas foi impedido pela militância.
De carro, Lula foi levado por agentes até a Superintendência da PF em São Paulo, onde realizou exame de corpo de delito. Na sequência, seguiu de helicóptero para o aeroporto de Congonhas e, de lá, decolou em avião com destino a Curitiba.
G1

tranquiloO Partido dos Trabalhadores (PT) informou, neste domingo (8), que o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva “dormiu tranquilamente” na primeira noite que passou preso em uma sala especial na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba.
Além disso, segundo o PT, ele “continua sereno e tranquilo”.
Pela manhã, foram entregues o café da manhã e o almoço que são servidos aos presos da PF – pouco antes das 8h e às 11h, respectivamente. O jantar deve ser oferecido às 18h.

Chegada a Curitiba
Lula chegou à Região de Curitiba, no Aeroporto Afonso Pena, por volta das 22h de sábado (7) para a cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de prisão pela condenação no caso do triplex em Guarujá (SP).
Ele foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é o primeiro ex-presidente do Brasil condenado por crime comum.
Por ordem do juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente ficará preso em uma sala especial de 15 metros quadrados, no 4º andar do prédio da PF, com cama, mesa e um banheiro de uso pessoal. Também foi autorizada a instalação de um TV no local.
O espaço reservado é um direito previsto em lei.

Confusão
Pelo menos oito pessoas ficaram feridas na confusão que aconteceu no momento da chegada do helicóptero com Lula à Superintendência da PF, conforme a Polícia Militar (PM).
Deste total, são três crianças, quatro adultos e um policial militar. De acordo com a OM, três feridos, sendo uma criança, precisaram ser encaminhados ao Hospital Evangélico. Os demais foram atendidos no local pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate).
Já a assessoria do Hospital Evangélico informou que seis pessoas feridas deram entrada no pronto-socorro no sábado. Entre elas, cinco mulheres – entre 30 e 40 anos – e um homem de 38 anos. Todos feridos foram medicados e receberam alta. O hospital disse não ter recebido nenhuma criança, conforme relatou a PM.
A PM disse que as primeiras bombas partiram da PF, após haver dois estouros nos manifestantes a favor do Lula. A PF informou que não vai se manifestar sobre o ocorrido.

O mandado de prisão
O mandado de prisão foi expedido por Moro na início da noite de quinta-feira (5) e, na sequência, Lula seguiu para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP).
O ex-presidente se entregou à Polícia Federal quase 26 horas após o prazo dado pelo juiz para que ele se apresentasse voluntariamente.
Lula saiu a pé do sindicato, às 18h42, e caminhou até um prédio próximo, onde equipes da Polícia Federal o aguardavam. A saída teve de ser feita dessa maneira porque, por volta das 17h, Lula tentou sair de carro, mas foi impedido pela militância.
De carro, Lula foi levado por agentes até a Superintendência da PF em São Paulo, onde realizou exame de corpo de delito. Na sequência, seguiu de helicóptero para o aeroporto de Congonhas e, de lá, decolou em avião com destino a Curitiba.
G1