Polícia elucida assassinato de agente de investigação e prende três suspeitos em Piancó

O trabalho investigativo da Polícia Civil da Paraíba elucidou, em menos de 24h, o homicídio que teve como vítima o agente de investigação Jorge Leonardo de Oliveira, 59, assassinado na madrugada dessa segunda-feira (9), na cidade de Piancó. Durante a ação, realizada por policiais civis do Sertão do estado, três homens foram presos em flagrante, entre eles o primo da vítima e um sobrinho.
Segundo as investigações, o primo de Jorge, Francisco Francinaldo, teria planejado o crime, enquanto José Cláudio, sobrinho, seria o executor e Francisco Pereira teria guardado a arma utilizada no homicídio. Outras armas de fogo (espingardas), além daquela que pertencia ao agente de investigação (pistola .40), também foram apreendidas em poder dos três. A prisão em flagrante do trio aconteceu ainda à noite, quando todos foram levados para a delegacia da cidade.
“Esse é mais um excelente trabalho de investigação realizado por policiais civis do Sertão. Todos estão de parabéns pelo empenho na elucidação não só desse caso, que teria sido motivado por disputa de terras, mas também de outros que têm sido desvendados, com a prisão de suspeitos naquela região”, destacou o delegado geral, João Alves de Albuquerque, acrescentando que o superintendente regional, delegado André Rabelo, acompanhou as ações.
Paraibaja

O trabalho investigativo da Polícia Civil da Paraíba elucidou, em menos de 24h, o homicídio que teve como vítima o agente de investigação Jorge Leonardo de Oliveira, 59, assassinado na madrugada dessa segunda-feira (9), na cidade de Piancó. Durante a ação, realizada por policiais civis do Sertão do estado, três homens foram presos em flagrante, entre eles o primo da vítima e um sobrinho.
Segundo as investigações, o primo de Jorge, Francisco Francinaldo, teria planejado o crime, enquanto José Cláudio, sobrinho, seria o executor e Francisco Pereira teria guardado a arma utilizada no homicídio. Outras armas de fogo (espingardas), além daquela que pertencia ao agente de investigação (pistola .40), também foram apreendidas em poder dos três. A prisão em flagrante do trio aconteceu ainda à noite, quando todos foram levados para a delegacia da cidade.
“Esse é mais um excelente trabalho de investigação realizado por policiais civis do Sertão. Todos estão de parabéns pelo empenho na elucidação não só desse caso, que teria sido motivado por disputa de terras, mas também de outros que têm sido desvendados, com a prisão de suspeitos naquela região”, destacou o delegado geral, João Alves de Albuquerque, acrescentando que o superintendente regional, delegado André Rabelo, acompanhou as ações.
Paraibaja