Vereadores repudiam título de cidadão de João Pessoa a Jair Bolsonaro

bolsonaroA proposta de conceder título de cidadania ao deputado federal Jair Bolsonaro causou confusão na Câmara Municipal de João Pessoa, durante sessão desta terça-feira (10). Os vereadores Sandra Marrocos e Humberto Lucena repudiaram a concessão da honraria, proposta por Carlão do Consolação.
“Esse rapaz não fez nada por João Pessoa. Não tem sequer um projeto para o país, que dirá para João Pessoa. Ele não merece honraria nenhuma dessa cidade”, disse Sandra, na tribuna da Casa. Para ela, Bolsonaro causa prejuízo para a humanidade por pregar o ódio, o racismo, o fascismo e a misoginia”, disparou. O posicionamento dela foi compartilhado por Humberto Pontes, que rechaçou a proposta.
Tibério Limeira também integra o grupo que repudiou a possível homenagem, que ainda tramita nas comissões da Casa. Na tribuna da Câmara, Tibério afirmou que irá trabalhar para que a cidadania seja rejeitada. O socialista ainda fez uma relação entre a crença de Carlão, que é católico, e a proposta apresentada por ele. “O senhor que cita tanto o papa Francisco para reforçar suas ideias. O papa Francisco teria vergonha de fiéis como o senhor e Jair Bolsonaro, que pregam o preconceito, a misoginia”, disse.
Carlão da Consolação defendeu a proposta, apesar de não citar qualquer projeto de Bolsonaro que tenha beneficiado a capital paraibana. Ele argumenta que o projeto de lei leva em consideração o trabalho desenvolvido pelo parlamentar federal no combate à corrupção, mas também neste caso Carlão não apresentou qual seria o trabalho. Segundo ele, Bolsonaro luta por uma política diferente.
Thiago Lucena, por sua vez, lembrou o excesso de honrarias concedidas pela Câmara da capital e o posicionamento favorável de todos os parlamentares.
MaisPB

bolsonaroA proposta de conceder título de cidadania ao deputado federal Jair Bolsonaro causou confusão na Câmara Municipal de João Pessoa, durante sessão desta terça-feira (10). Os vereadores Sandra Marrocos e Humberto Lucena repudiaram a concessão da honraria, proposta por Carlão do Consolação.
“Esse rapaz não fez nada por João Pessoa. Não tem sequer um projeto para o país, que dirá para João Pessoa. Ele não merece honraria nenhuma dessa cidade”, disse Sandra, na tribuna da Casa. Para ela, Bolsonaro causa prejuízo para a humanidade por pregar o ódio, o racismo, o fascismo e a misoginia”, disparou. O posicionamento dela foi compartilhado por Humberto Pontes, que rechaçou a proposta.
Tibério Limeira também integra o grupo que repudiou a possível homenagem, que ainda tramita nas comissões da Casa. Na tribuna da Câmara, Tibério afirmou que irá trabalhar para que a cidadania seja rejeitada. O socialista ainda fez uma relação entre a crença de Carlão, que é católico, e a proposta apresentada por ele. “O senhor que cita tanto o papa Francisco para reforçar suas ideias. O papa Francisco teria vergonha de fiéis como o senhor e Jair Bolsonaro, que pregam o preconceito, a misoginia”, disse.
Carlão da Consolação defendeu a proposta, apesar de não citar qualquer projeto de Bolsonaro que tenha beneficiado a capital paraibana. Ele argumenta que o projeto de lei leva em consideração o trabalho desenvolvido pelo parlamentar federal no combate à corrupção, mas também neste caso Carlão não apresentou qual seria o trabalho. Segundo ele, Bolsonaro luta por uma política diferente.
Thiago Lucena, por sua vez, lembrou o excesso de honrarias concedidas pela Câmara da capital e o posicionamento favorável de todos os parlamentares.
MaisPB